VISÃO PANORÂMICA | Alerta na saúde, novos pré-candidatos e outras observações

Informação e opinião de Felipe Silveira

Alerta

O vereador Cassiano Ucker (Cidadania) está preocupado com a rescisão contratual dos profissionais contratados temporariamente para trabalhar na área de saúde durante o estado de calamidade pública. O decreto é válido até 31 de março e o secretário municipal de saúde, Jean Rodrigues, já informou que 221 profissionais serão demitidos. O tema será debatido nesta quarta-feira (30), às 13h30, uma reunião extraordinária da Comissão de Saúde, na câmara municipal.

“A secretaria precisa apresentar um planejamento para minimizar o impacto que será gerado pela saída desses profissionais”, disse o parlamentar. Segundo ele, o número de queixas relacionadas à falta de profissionais, em toda a rede, já é grande. Além disso, há ele também ressalta que faltam medicamentos e insumos na rede municipal.

Novos médicos

Com o objetivo de suprir a falta de médicos na rede pública, a prefeitura de Joinville realizou um concurso público para a contratação de Médicos de Estratégia de Saúde da Família. O resultado foi homologado no dia 18 de março. Na semana passada, 15 profissionais foram convocados. Nos próximos dias, mais 49 médicos serão chamados.

“O déficit no número de médicos é uma das situações mais críticas que temos. Por este motivo, o concurso público foi a solução encontrada para que nós possamos atrair e reter esses profissionais na nossa rede. A chegada de novos médicos possibilita um alívio para a sobrecarga da demanda”, disse o secretário Jean Rodrigues.

Manifestação

Ocorre nesta quarta-feira (30), às 18 horas, em frente ao fórum de Joinville, uma manifestação acerca do caso de uma mulher estuprada e o agressor foi inocentado pelo judiciário por falta de provas.

O ato está sendo convocado pelo Comitê contra o Estupro. O grupo lembra que, no Brasil, um estupro é registrado a cada oito minutos e, quando os casos chegam ao judiciário, uma grande quantidade de estupradores é absolvida por falta de provas. Nesse contexto, vítimas são desencorajadas a denunciar, o que aumenta a cultura do estupro junto da impunidade.

Empregos

Joinville foi a cidade catarinense que mais gerou empregos em 2022. Foram 4.187 vagas. SC registrou 51.906 novos postos formais de trabalho em janeiro e fevereiro. Este é o segundo melhor resultado do país, atrás apenas de São Paulo, conforme o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Veja as cinco melhores colocadas:

Joinville – 4.187 vagas
Blumenau – 4.168
Itajaí – 2.664
Itapema – 2.405
Florianópolis – 2.144

Coelho que só bate em Chico

Na semana passada, o deputado federal Rodrigo Coelho (Podemos) saiu em defesa do ex-procurador Deltan Dallagnol, condenado pelo STJ a pagar uma indenização de R$ 75 mil ao ex-presidente Lula pela bizarra e difamatória apresentação de Power Point que fez em 2016. Considerando o caso como “inversão de valores”, o joinvilense frisou que Lula foi condenado em três instâncias, mas ignorou que todas elas foram anuladas junto com o processo por corte superior. Dias depois, Coelho ficou revoltado com uma pixação que desejava a morte de Jair Bolsonaro. “Não podemos tolerar crimes e essa incitação ao ódio”, escreveu.

Curiosamente, Coelho jamais se revoltou com as inúmeras “falhas” de Deltan à frente da operação Lavajato, assim como não se levantou contra Jair Bolsonaro, que dia sim e outro também atuava a favor do vírus. O presidente mentiu para a população que era uma “gripezinha”, influenciou as pessoas a não tomarem os cuidados necessários para evitar a doença, ignorou ofertas de vacinas, estimulou o movimento antivacina, zombou de doentes e mortos na frente de familiares, torrou fortunas durante diversas folgas e muito mais. Inclua-se aí as ameaças graves que Bolsonaro fez à democracia, com tentativa de golpe em setembro passado.

Para tudo isso, Coelho ficou quieto. Já nesta semana, em outra postagem com tom de auto-ajuda, Coelho tentou subir no muro: “O momento é de acalmar os ânimos e não incentivar ainda mais o ódio entre as pessoas. Ninguém é dono da razão. Vamos focar nos nossos pontos em comum e não em nossas diferenças […] Não acredito em salvadores da pátria, muito menos, em heróis. A responsabilidade é de todos nós e passa pelo fortalecimento de nossa democracia e de nossas instituições.”

Assim fica complicado. Enquanto Deltan e Bolsonaro aprontavam todas, silêncio sepulcral. Já sobre decisão favorável a Lula e pixação contra Bolsonaro (diferentemente da postura de Bolsonaro, a pixação não matou ninguém), revolta barulhenta. E, volta e meia, uma subida no muro para agradar o eleitor mais ingênuo.

Festival

A organização do Sh*ft Festival — “um festival de criatividade e inovação sem gerador de lero lero” — divulgou a data da edição deste ano, novamente presencial. Será no dia 3 de dezembro, no Ágora Tech Park, mesmo local da primeira edição, em 2019. Quem quiser saber mais sobre o evento e até mesmo sobre como fazer parte da organização pode fazê-lo por aqui.

Pré-candidatos

A Rede Sustentabilidade de Joinville tem quatro nomes à disposição para o pleito deste ano. Ricardo Bretanha e Marcos Alves Soares vão concorrer à câmara federal enquanto Sagui Jornaleiro e Juliano Bueno tentarão chegar à Alesc.

Pré-candidatos da Rede Sustentabilidade

Retomada

Será assinado, nesta quarta-feira (30), o convênio entre o governo do estado e a prefeitura de Araquari para dar continuidade às obras do hospital municipal por meio do Plano 1000, paralisadas deste o início de 2021. Serão R$ 20 milhões em recursos estaduais, valor insuficiente para concluir o projeto, estimado em R$ 35 milhões. “Outra parcela deve ser complementada com recursos próprios do município”, contou a secretária municipal da Saúde, Tânia Eberhardt.

Com uma área de 7 mil metros quadrados, o projeto prevê um Pronto Atendimento (UPA), um Centro de Diagnóstico, Policlínica, 100 leitos de internação e 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Segundo a Secretaria de Planejamento Urbano (Seplan), 25% de toda a obra já foi executada.

Cachê

Custou R$ 125 mil a festa de inauguração do ainda inacabado Estádio Municipal de Futebol Djalma José da Conceição, em Araquari, com participação de famosos ex-atletas como Marcelinho Carioca, Neto, Junior Baiano, Paulo Nunes, Athirson e Popó, além do comediante Cartolouco.

Aniversário

Neste mês de março, o Núcleo de Atenção Integral à Pessoa com Deficiência Intelectual e Transtorno do Espectro Autista (Naipe DI/TEA), serviço vinculado à Secretaria de Saúde de Joinville (SES), comemora 20 anos de história. A data foi celebrada em evento realizado nesta terça-feira (29), no auditório da UniSociesc.

Criado e mantido pela Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria da Saúde, o Naipe DI/TEA é um serviço exclusivo do município de Joinville e referência em atendimento à crianças com deficiência intelectual e autismo. Atualmente, possui 2.578 usuários cadastrados, além dos pacientes que já estão em atendimento e de outros em processo de avaliação. A unidade realiza cerca de 2,3 mil atendimentos mensais e conta com equipe multidisciplinar formada por 42 profissionais, entre médicos de diferentes especialidades, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, psicólogo, assistente social, nutricionista, enfermeiros e área administrativa.

Ingressos

Nesta sexta-feira (1º), a partir das 13 horas, a organização do 39º Festival de Dança de Joinville dará início à venda de ingressos para o público em geral. Será possível realizar a compra via Ticket Center ou presencialmente, no foyer do Teatro Juarez Machado, anexo ao Centreventos. A aquisição de meia entrada estará disponível para participantes do festival, estudantes, idosos, portadores de deficiência e acompanhante (se necessário), professores da rede estadual de SC e de Joinville, doadores de sangue e ciclistas que utilizarem o bicicletário do evento.

Crédito das fotos no topo

Rodrigo Coelho, à esquerda – Foto da página no Facebook
Jean Rodrigues, ao centro – Foto de Mauro Artur Schlieck/CVJ

Cassiano Ucker, à direita – Divulgação