Comissão especial marca cinco audiências públicas sobre Plano Diretor para janeiro

Edição: Felipe Silveira
Foto: Mauro Artur Schlieck/CVJ
Informações: Jornalismo da CVJ

A Comissão Especial de Revisão do Plano Diretor definiu o seu plano de trabalho na tarde desta quarta-feira (1). As atividades vão se concentrar em janeiro de 2022, com a realização de cinco audiências públicas temáticas na segunda metade do mês. A iniciativa tem como finalidade acelerar a análise das diretrizes previstas no projeto para outras áreas além do urbanismo, como habitação, educação, cultura e segurança, entre outras, que exigiriam análise em várias comissões da CVJ.

A proposta de realização de mais audiências veio a partir de requerimento do relator da comissão especial, o vereador Wilian Tonezi (Patriota). Segundo ele, a audiência do dia 20, exclusiva para tratar de segurança, se justifica pela presença atuante dos conselhos comunitários de segurança (consegs) de Joinville.

Inicialmente, os temas de educação e inovação, cultura, turismo, lazer e esporte seriam tratados em uma única audiência pública. Porém, a partir de sugestão do vereador Lucas Souza (PDT), a grande quantidade de instituições de ensino e associações de pais e professores que poderiam ter interesse de participar justificariam a realização de uma audiência específica. Os demais vereadores acolheram a proposta.

Calendário

Todas as audiências públicas serão realizadas no plenário da Câmara de Vereadores, com início previsto para as 19h30. Confira as datas:

18 de janeiro
Promoção econômica e tecnológica, integração regional, gestão do planejamento participativo e habitação

20 de janeiro
Segurança

24 de janeiro
Educação e inovação

25 de janeiro
Saúde e assistência social

27 de janeiro
Cultura, turismo, lazer e esporte

Prioridade

Tonezi também esclareceu que o objetivo das audiências é ouvir a população. As autoridades governamentais, explicou, podem até se fazer presentes nas audiências, mas o espaço deve ser prioritário para as manifestações da população. Souza, por sua vez, defendeu que a participação da sociedade civil organizada deve ser estimulada. Presidente da comissão, o vereador Neto Petters (Novo) destacou que é preciso “entender que cidade os munícipes querem”.

E-mail

O relator da comissão também propôs que o e-mail planodiretor@cvj.sc.gov.br seja mantido até o fim da série de audiências para que os cidadãos joinvilenses que queiram contribuir com o debate possam registrar suas manifestações. Para obter mais informações e se preparar para as audiências, a CVJ dispôs uma série de materiais sobre revisão do Plano Diretor. que podem ajudar o munícipe a compreender o projeto.