Vigilância Ambiental fará ação de combate à dengue no Cemitério São Sebastião

Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Prefeitura

No sábado (20), a prefeitura de Joinville fará uma ação de combate à dengue no Cemitério São Sebastião. Das 8 horas ao meio-dia, os agentes da Vigilância Ambiental da Secretaria da Saúde farão uma varredura em locais que podem estar servindo de criadouros para o mosquito Aedes aegypt, transmissor de doenças como a dengue, zika vírus, febre chikungunya e febre amarela.

Serão verificadas caixas sem as tampas, túmulos danificados e vasos de plantas com os pratos embaixo, onde se acumulam água. Outro ponto de alerta nos cemitérios são os sacos plásticos que envolvem os vasos e flores. A água retida ali propicia a proliferação do mosquito.

Com a proximidade do verão, a Vigilância Ambiental alerta para os principais cuidados para prevenir a dengue, com destaque para o cuidado que cada morador precisa ter é dentro da própria casa.

“Com a primavera chuvosa que tivemos, muitos recipientes acumulam água. Enquanto chove, a água vai renovando e as larvas caem no chão e morrem. Quando para de chover é que nos preocupa muito, porque essa água parada e limpa pode ser um criadouro para mosquito”, alertou o coordenador da Vigilância Ambiental de Joinville, Anderson da Silva.

O coordenador explica que é preciso ter cuidado também com as calhas. Limpá-las e procurar deixá-las com queda, para não acumular água. É importante verificar as caixas de passagens (de preferência, colocar telas) e cuidar com os vasos de plantas. É crucial retirar os pratos deles ou colocar areia.

“Pelo menos uma vez por semana, cada morador precisa fazer uma varredura atenciosa em seu quintal. Uma tampinha de refrigerante já é capaz de ser criadouro para o mosquito”, disse o coordenador.

A ação do Cemitério São Sebastião faz parte de todo o trabalho que vem sendo realizado continuamente em Joinville pela equipe técnica na Vigilância Ambiental. Além de fiscalização em espaços públicos, os agentes também visitam as casas orientando os moradores sobre como agir para evitar novos casos.