Adriano Silva sanciona lei que simplifica microchipagem de animais

Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Prefeitura

Nesta terça-feira (16), o prefeito Adriano Silva sancionou a Lei Complementar 579/2021, que simplifica o processo de microchipagem em animais. A proposição partiu da Câmara de Vereadores de Joinville, por meio da vereadora Tânia Larson (PSL), ligada à causa animal.

“Desburocratizar todos os processos possíveis e simplificar o acesso da população é fundamental para que possamos aumentar a adesão dos joinvilenses aos serviços oferecidos”, disse o prefeito.

A nova legislação inclui o parágrafo 7º ao artigo 19, na Lei Complementar 360/2011. A partir de agora, não será mais exigido exclusivamente o laudo de castração para a realização de microchipagem. Na ausência do laudo, se um profissional qualificado identificar a cicatriz característica da cirurgia de castração, o microchip poderá ser implantado.

“Este gesto vai colaborar muito para que possamos aumentar o número de animais microchipados em Joinville. É um avanço importante para a causa animal”, afirma a vereadora Tânia.

Mutirão de microchipagem

No próximo fim de semana (20 e 21), entre 8 e 17 horas, no Parque São Francisco, será realizado um mutirão de microchipagem de cães e gatos. A iniciativa é da prefeitura de Joinville e conta com o apoio da Unisociesc, de protetores independentes e da equipe da vereadora Tânia Larson.

Para que os animais recebam o microchip, é necessário que o tutor do animal compareça até o local juntamente com o bichinho e apresente os documentos pessoais (identidade, CPF ou CNH) e um comprovante que reside no bairro Adhemar Garcia. O atendimento é gratuito.

Após a realização desta primeira ação, será feita uma avaliação do trabalho, para que sejam planejados novos mutirões nos demais bairros da cidade.