Volnei Weber vai presidir comissão sobre privatização de portos catarinenses

Edição: Felipe Silveira
Foto: Governo de SC
Informações: Alesc

O deputado Volnei Weber (MDB) foi eleito presidente da comissão mista da Assembleia Legislativa que vai analisar a desestatização (privatização) dos portos de Imbituba e São Francisco do Sul, durante a reunião de instalação do colegiado, na tarde desta segunda-feira (4). Marcos Vieira (PSDB) foi escolhido para a vice-presidência, enquanto a relatoria ficará sob responsabilidade da Ada Faraco de Luca (MDB).

Weber é o autor do requerimento que resultou na instalação da comissão mista, que terá 60 dias para concluir seus trabalhos, prorrogáveis por mais 60 dias. Integram o grupo, além dos deputados citados acima, Romildo Titon (MDB), Sargento Lima (PL), Moacir Sopelsa (MDB) e Ivan Naatz (PL).

Ainda na reunião de instalação, os membros da comissão aprovaram o cronograma de trabalhos, além da realização de uma audiência pública, no dia 21 de outubro, que reunirá representantes dos municípios portuários, dos trabalhadores do setor, da SCPar e do governo federal, entre outros convidados. A expectativa é concluir os trabalhos até o dia 23 de novembro.

“Esta comissão vai ouvir a sociedade, as lideranças municipais, o governo, para dialogar e buscar o entendimento sobre o que é melhor para todos”, afirmou Weber. “Os portos são importantes para a nossa economia e se deve ter muita cautela sobre o que vai ser feito com eles, já que a economia os municípios onde eles estão instalados é fortemente impactada.”

Nesta terça-feira (5), Weber terá uma reunião em Brasília, com o secretário nacional dos Portos e Transportes Aquaviários, Diogo Piloni e Silva, para tratar do tema.