Joinville coloca mais um bolsonarista na Alesc

Texto: Felipe Silveira
Foto: Bruno Collaço/Alesc
Informações: Alesc

Rudinei Floriano, primeiro suplente do PSL, assumiu na tarde desta terça-feira (21) uma cadeira na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). Pelos próximos 30 dias, ele vai ocupar a vaga de Coronel Mocellin (PSL), que se licenciou das funções no mês passado. “Assumo essa cadeira com alegria e senso de muita responsabilidade, reafirmando os compromissos de campanha e leal ao presidente Jair Bolsonaro, que resgatou o patriotismo em nosso país”, disse.

O que chama de resgate do patriotismo é, na verdade, uma tragédia sem precedentes para o país. Jair Bolsonaro é um dos principais responsáveis pela morte de quase 600 mil pessoas vítimas da covid-19, já que boicotou sistematicamente medidas de isolamento, divulgou tratamentos ineficazes, promoveu aglomerações e boicotou a compra de vacinas em 2020. O governo é uma tragédia econômica, com milhões de desempregados e desalentados e a volta da inflação e da fome. Também pesam sobre a família Bolsonaro graves e robustas denúncias de corrupção. Durante a atual gestão, o desmatamento nas florestas brasileiras têm sido recordes.

Floriano parece ignorar tudo isso, já que seu discurso foi recheado de bolsonarices. Criticou medidas sanitárias, como o passaporte sanitário; defendeu a volta de disciplinas escolares criticadas por especialistas em educação, como Educação Moral e Cívica; defendeu o suposto caminhoneiro e foragido da Justiça Zé Trovão; e criticou o Supremo Tribunal Federal (STF).

Natural de Joinville, Rudnei Luis Floriano, está com 46 anos de idade. Tem formação técnica em mecânica, graduação em segurança pública e especialização em gestão pública. Ingressou na Polícia Militar de Santa Catarina (PMSC) em 1996 e chegou ao cargo de subtenente. Na eleição de 2018, recebeu 20.155 votos e ficou como primeiro suplente do PSL. Em 2019, assumiu a presidência do Instituto de Metrologia de Santa Catarina (Imetro-SC), cargo no qual permaneceu até tomar posse na Alesc.