Comissão avalia proposta de transporte gratuito a pessoas com transtorno mental

Edição: Felipe Silveira
Foto: Mauro Artur Schlieck/CVJ
Informações: Divisão de Jornalismo da CVJ

Os vereadores da Comissão de Cidadania da Câmara de Vereadores de Joinville (CVJ) discutiram nesta semana, com representantes da Associação de Recuperação Para o Trabalho (Repart), a possibilidade de fornecimento de passe livre no transporte coletivo urbano para pessoas com transtornos mentais, público atendido pela entidade.

Segundo Sandra Lúcia Vitorino, coordenadora da Repart, a entidade busca esse benefício há 10 anos. Ela disse que o passe livre possibilitaria aos pacientes, por exemplo, a oportunidade de não abandonar seus tratamentos de saúde. A coordenadora da associação entende que a legislação pode estabelecer critérios rigorosos para a obtenção do passe livre para que o benefício não seja banalizado.

O presidente da comissão, Pastor Ascendino Batista (PSD), aprovou a ideia. Mas o vereador Alisson Julio (Novo) afirmou que é necessário estudar as viabilidades jurídica e financeira da proposta.