Carlos Moisés assina decreto que estabelece prioridade no abastecimento de veículos em SC

O governador Carlos Moisés editou um decreto na manhã desta quinta-feira (9) que estabelece prioridade no abastecimento de veículos utilizados para assistência médica e hospitalar e para as atividades da segurança pública em Santa Catarina. O ato foi publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) no começo da tarde. Algumas pontos das rodovias estaduais estão bloqueados por movimentos de caminhoneiros bolsonaristas.

“Entendemos que ainda vivemos um momento sensível, delicado, de crise pandêmica, e precisamos priorizar a Saúde. Nós sempre fizemos questão de garantir o direito de manifestação, do contraditório, mas o direito a vida é uma premissa básica. Nosso Colegiado Superior de Segurança Pública e Perícia Oficial participa ativamente destas primeiras ações para garantir serviços essenciais. É muito importante garantirmos a manutenção da ações de combate à pandemia, de transporte de vacina e de atendimento aos catarinenses”, afirmou o governador.

A medida emergencial é uma forma de garantir a manutenção dos serviços essenciais no estado. Terão prioridade no acesso a combustíveis ambulâncias e veículos de transporte de carga sanitária, especialmente vacinas contra a covid-19. O decreto também engloba viaturas utilizadas pela Polícia Militar, pelo Corpo de Bombeiros Militar, pela Polícia Civil e pelo Instituto Geral de Perícias do Estado de Santa Catarina.

A Diretoria de Relação e Defesa do Consumidor (Procon) da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico Sustentável deverá atuar no combate à elevação arbitrária de preços dos combustíveis.

Durante a manhã, o governador se reuniu com as forças de segurança estaduais, Defesa Civil, Polícia Rodoviária Federal, Procon, Ministério Público do Estado de Santa Catarina (MPSC) e Ministério Público Federal (MPF) para alinhar a atuação conjunta a fim de restabelecer a normalidade nas rodovias e a livre circulação de pessoas, bens e insumos em todo o estado. Ainda na noite de quarta-feira (8), ele determinou a criação de um Grupo de Controle e Operações para planejar e executar ações nesse sentido.

De acordo com o presidente do Colegiado Superior de Segurança Pública e Perífica Oficial, coronel Charles Alexandre Vieira, as forças de segurança atuarão em conjunto, pelas vias adequadas a cada situação, para desmobilizar os pontos de bloqueio. “Essa ação é em defesa de todos os catarinenses. Vamos desbloquear todos esses pontos e garantir que as pessoas que não queiram fazer parte desse movimento possam circular livremente”, afirmou o coronel Vieira, em entrevista coletiva após a reunião.

Também participaram da reunião da manhã o procurador-chefe do MPF, Daniel Ricken; o superintentende da Polícia Rodoviária Federal, André Saul do Nascimento; o comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, coronel Dionei Tonet; o chefe da Casa Civil, Eron Giordani; o secretário de Estado da Fazenda, Paulo Eli; o secretário adjunto da Saúde, Alexandre Fagundes; o Procurador-Geral do Estado, Alisson de Bom de Souza; o delegado-geral adjunto da Polícia Civil, Fernando Callfass; o diretor do Procon, Tiago Silva; o chefe jurídico da PRF, Admar Luciano Filho; e o chefe da Casa Militar, André Alves.

Edição: Felipe Silveira
Foto: Ricardo Wolffenbüttel/Governo de SC
Informações: Governo de SC