Comando da PM afirma a vereadores que Joinville terá mais policiais em 2022

A falta de segurança, assaltos, furtos, homicídios e outros crimes registrados na maior cidade do estado motivou a ida de vereadores de Joinville para Florianópolis na quinta-feira (12). A comitiva se reunião com o comandante-geral da Polícia Militar de Santa Catarina, Dionei Tonet. Os vereadores tiveram a garantia da reposição dos policiais que estão se aposentando este ano e um possível aumento no efetivo já para 2022.

A iniciativa da reunião partiu do vereador Ascendino Batista (PSD), presidente da Comissão de Proteção Civil e Segurança Pública, que entregou ao comandante-geral uma moção pedindo mais policiamento para a cidade. Ele destacou que “Joinville precisa de um olhar mais atento, pois está localizada em um ponto estratégico, entre os estados do Paraná e Rio Grande do Sul, também é margeada pela baía Babitonga, que liga os portos de Itapoá e São Francisco do Sul, favorecendo assim, a criminalidade”.

Já o vereador Brandel Junior (Podemos), que acompanhou a reunião, afirmou que Joinville realmente precisa de uma atenção especial. “Toda a cidade está sofrendo, mas especialmente a zona sul, que está tomada pelo crime organizado. Estamos percebendo também o crescimento de assaltos relâmpagos e outras ações de criminosos pela cidade. Mais policiamento iria inibir esse tipo de ação”, defende o parlamentar.

Também acompanharam a reunião os vereadores Maurício Peixer (PL), presidente da CVJ, e Claudio Aragão (MDB) e Luiz Carlos Sales (PTB), integrantes da Comissão de Proteção Civil. Enquanto Aragão reforçou que Joinville é cortada pela BR-101, uma rodovia federal que favorece a entrada e saída rápida de criminosos, Sales lembrou dos furtos de portões de alumínio e violência doméstica que têm aumentado nos últimos meses.

Os parlamentares saíram da Capital satisfeitos e na certeza de que Joinville receberá novos policiais militares já no início do próximo ano. “Os novos policiais irão primeiramente repor os que estão saindo este ano para não haver déficit”, afirmou Dionei Tonet. Na sequência, será feita uma distribuição dos demais para diferentes municípios, entre eles Joinville. E segundo o comando da PM, será levado em conta as características de cada cidade.

Os 500 novos policiais que estão em formação participarão inicialmente da “operação veraneio” e, a partir do mês de março, serão distribuídos para os municípios. Além do aumento de contingente, até o final deste ano estão previstos o envio de mais viaturas, armamentos e equipamentos, garantiu o comandante-geral.

Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Divisão de Jornalismo da CVJ