Deputadas estaduais denunciam paralisação na área cultural

Parlamentares denunciaram a paralisação dos editais da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) durante a sessão de terça-feira (27) da Assembleia Legislativa.

“O edital Elisabete Anderle seria lançado até metade de junho, estamos no final de julho e nada. O edital do Prêmio Catarinense de Cinema quando será lançado? Podemos investir a sobra dos recursos recebidos ano passado, cerca de R$ 30 milhões, que estão na conta da FCC”, afirmou Luciane Carminatti (PT).

A parlamentar também questionou a paralisação da Lei do Mecenato e perguntou pelos R$ 2,4 mi que sobraram do Edital Emergencial do SC Cultura. “A FCC vai se apropriar deste recurso predestinado?”

A deputada Paulinha (sem partido) apoiou as cobranças da colega e ofereceu ajuda aos gestores da FCC para destravar a liberação dos editais.

“Precisamos de respostas ao setor, os editais precisam chegar às ruas o mais rápido possível, a cultura foi um dos setores que mais sentiu os reflexos da pandemia”, lembrou a presidente da Frente Parlamentar de Apoio à Cultura.


Edição: Felipe Silveira
Foto: Daniel Conzi/Alesc
Informações: Alesc