OPAS visita Joinville e recomenda que modelo hospitalar seja compartilhado

Nesta sexta-feira (18), gestores da Secretaria da Saúde de Joinville participaram de uma reunião com representantes da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e do Ministério da Saúde. Eles conheceram os fluxos dos serviços de saúde e a maneira como o município reestruturou os serviços para ampliar a capacidade de atendimento para a população durante a pandemia de covid-19.

Esta foi a segunda vez que o grupo esteve na cidade. Desta vez, além de reuniões técnicas, três consultores também visitaram o Hospital São José, a UPA Sul e a Unidade de Saúde da Família (UBSF) Comasa. Eles analisaram os serviços oferecidos em três seguimentos: vigilância, assistência e comunicação. Segundo a médica Ho Yeh Li, consultora nacional da OPAS, o objetivo desses encontros é proporcionar trocas de experiências.

“Este trabalho é desenvolvido em parceria entre a OPAS, o Ministério da Saúde, o Conass e o Conasems. Nós queremos aprender as boas práticas, identificar as dificuldades e fazer a troca entre municípios e estados. A ideia é ver o que cada um aprendeu nessa pandemia, levar as boas iniciativas de Joinville e trazer sugestões daquilo que outras cidades implantaram”, afirmou a médica.

Entre os pontos elogiados estão o envolvimento direto dos gestores em todos os níveis de enfrentamento à pandemia, resposta rápida e remanejamento de acordo com os apontamentos epistemológicos, implantação da gestão de leitos e serviços de remoção, capacitação e serviço de apoio emocional para os profissionais da linha frente, testagem, notificação e monitoramento de pacientes que tiveram resultado positivo, além das estratégias de comunicação adotadas para informar sobre as decisões relacionadas à pandemia.

Especificamente sobre o Hospital Municipal São José, os consultores sugeriram que as boas práticas sejam compartilhadas com outras unidades, já que a boa articulação, organização dos protocolos e fluxos assistenciais, planejamento estratégico para ampliação da capacidade intra-hospitalar e os fluxos adequados de paramentação e desparamentação dos profissionais da área Covid-19 podem servir de referência, inclusive para demais municípios brasileiros.

O secretário da Saúde de Joinville, Jean Rodrigues da Silva, enfatizou a dedicação dos servidores. “Nosso agradecimento especial para toda a equipe que continua passando por uma alta tensão para promover saúde para toda a população. Além disso, também nos colocamos à disposição dos consultores para contribuir e para receber as sugestões que possam auxiliar no nosso trabalho”.


Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Prefeitura