Julgamento de Moisés no caso dos respiradores será no dia 7 de maio

O julgamento que marca a última fase do processo de impeachment do governador afastado Carlos Moisés será no dia 7 de maio, com início às 9 horas. A data foi confirmada nesta quinta-feira (22), em despacho do presidente do Tribunal Especial de Julgamento, desembargador Ricardo Roesler.

Na sessão de julgamento, cinco deputados e cinco desembargadores que integram o tribunal vão julgar se Moisés cometeu crime de responsabilidade na compra com pagamento antecipado dos 200 respiradores, por R$ 33 milhões, no ano passado. Os equipamentos nunca foram entregues e o estado não conseguiu recuperar todo o dinheiro pago.

Se for considerado culpado por sete dos dez membros do tribunal, o governador perderá o cargo em definitivo. Caso seja inocentado, Moisés retornará ao comando do poder executivo.

O governador está afastado da chefia do executivo desde 30 de março. A decisão de afastá-lo do governo ocorreu no julgamento do dia 26 de março, por 6 votos a 4. Na ocasião, foi aprovado o relatório que recomendou a instauração do processo de impeachment no caso dos respiradores.

Roesler determinou que, a exemplo da sessão de análise e votação do relatório sobre o caso dos respiradores, realizada no dia 26 de março, o julgamento do governador será feito por videoconferência. O motivo são as restrições impostas em função da pandemia da covid-19.


Edição: Felipe Silveira (siga no Twitter)
Foto e informações: Alesc