Governo e empresas querem mais atenção para SC em Plano Nacional de Logística

Em mais uma reunião do governo de Santa Catarina com entidades empresariais, a governadora interina Daniela Reinehr destacou que vai cobrar mais atenção para o estado no Plano Nacional de Logística 2035 (PNL 2035). A demanda é do Conselho das Federações Empresariais de Santa Catarina (Cofem), que se reuniu na segunda-feira (19).

A governadora ressaltou que pretende se reunir novamente com o ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, neste mês para tratar do assunto. O PNL 2035 atualmente está em fase de consulta pública, que se encerra no fim do mês de abril. O governo do estado pretende atuar ao lado das entidades empresariais para compilar as informações que ajudarão no diagnóstico das necessidades de Santa Catarina.

“A Federação das Indústrias (Fiesc) tem um papel muito importante nesse estudo logístico e de infraestrutura para o nosso Estado e pode contribuir muito. O que eu tenho buscado é o diálogo com todos os setores da sociedade. Queremos fazer uma convergência de esforços pelo bem de Santa Catarina, e a logística é um dos principais temas para o desenvolvimento”, afirmou a governadora.

Segundo o coordenador do Cofem e presidente da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (Fiesc), Mario Cezar de Aguiar, uma análise preliminar feita pelo setor industrial constatou a falta de diversos dados relevantes dentro do PLN 2035 para contemplar Santa Catarina com a infraestrutura necessária nos próximos anos.

“Vamos fazer a nossa manifestação como Federação das Indústrias e vamos compartilhar com o governo do estado, por meio do secretário Leodegar Tiscoski (Infraestrutura) para avaliar também as demandas do executivo. Porém, na primeira avaliação que fizemos, não há uma contemplação adequada do nosso Estado”, diz Aguiar. Na próxima sexta-feira (23), o secretário TIscoski participará de uma reunião na Fiesc para tratar especificamente da PLN 2035.

Reunião com a WEG

No mesmo dia, a governadora participou de outra reunião com o objetivo de conhecer e atender demandas das empresas de SC, desta vez com a jaraguaense WEG. A governadora Daniela Reinehr confirmou que a infraestrutura é uma prioridade para o governo e destacou que ainda há muito o que avançar diante do que representa a pujança catarinense.

“Santa Catarina é um estado diferenciado, que trabalha sozinho se forem oferecidas as condições logísticas necessárias. Um estado que produz e contribui tanto com o Brasil, merece ter suas demandas reconhecidas e atendidas”, disse a governadora, que falou mais uma vez sobre o PLN 2035.

O presidente da WEG, Harry Schmelzer Jr, fez uma apresentação sobre dos principais números da empresa. Entre os indicadores, investimentos que ultrapassaram R$ 1,5 bilhão em Santa Catarina nos últimos dez anos e a geração de milhares de empregos.

De acordo com os representantes da empresa, um dos gargalos logísticos é a BR-28O, principal corredor para uma exportação mensal de aproximadamente 1,1 mil contêineres. Daniela Reinehr reforçou o compromisso do governo do estado para assegurar os recursos para as obras no trecho estadualizado da rodovia, na região de Jaraguá do Sul.


Edição: Felipe Silveira (siga no Twitter)
Foto: Mauricio Vieira/Governo de SC
Informações: Governo de SC