Campanha de vacinação contra gripe tem início nesta segunda-feira

Nesta segunda-feira (12), a Prefeitura de Joinville deu início à vacinação contra a gripe, seguindo a Campanha Nacional de Imunização. Com o objetivo de evitar aglomerações, a imunização será dividia em etapas. A expectativa é garantir a abrangência da vacinação superior a 90% do grupo prioritário.

A primeira etapa, que começa em 12 de abril, vai até 10 de maio, e contempla crianças com mais de 6 meses e menos de 6 anos, gestantes e mulheres que tiveram bebê a menos de 45 dias (puérperas). Os profissionais da saúde serão imunizados em um segundo momento, ainda dentro da primeira etapa.

A vacina contra a gripe será administrada nas Unidades Básicas de Saúde da Família (UBSFs) ou na Sala de Vacinação da Vigilância em Saúde, que fica na rua Abdon Batista, 172, Centro.

Na segunda etapa, que terá início em maio, serão vacinados idosos com 60 anos ou mais e professores. Já na última etapa, prevista para ser realizada em junho, estão incluídas as pessoas com deficiência, portadores de comorbidades, forças de segurança e salvamento, caminhoneiros, trabalhadores do transporte coletivo, trabalhadores do sistema prisional, jovens sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

Mesmo quem já tomou a vacina contra a gripe em anos anteriores precisa se imunizar novamente, uma vez que, além de proteger contra os sintomas graves, o imunizante evita casos de Influenza A (H1N1 e H3N2) e Influenza B.

A utilização de máscara de proteção e a manutenção do distanciamento social nos locais de vacinação são imprescindíveis para garantir a segurança das pessoas envolvidas no processo de imunização. É possível encontrar os endereços e horários de funcionamento das UBSFs no site da Prefeitura de Joinville.

Vacinação paralela

É importante destacar que a vacinação contra a gripe acontece paralelamente à imunização da covid-19. Entretanto, é fundamental respeitar o período de pelo menos 14 dias entre a aplicação de um imunizante e outro.

Outro diferencial está na organização dos processos de imunização: enquanto para receber a vacina da covid-19 o agendamento é indispensável, para a vacina da gripe não é necessário realizar o agendamento prévio.

Inverno rigoroso

O lançamento da campanha em SC foi realizado em Tubarão pela secretária da Saúde, Carmen Zanotto, e pelo presidente do Conselho de Secretários Municipais de Saúde de Santa Catarina (Cosems), Daisson Trevisol. A 23ª edição da campanha segue em todos os municípios catarinenses até o dia 9 de julho e visa atingir uma cobertura mínima de 90% entre as 2,7 milhões de pessoas dos grupos prioritários.

“É uma campanha histórica no nosso estado. Santa Catarina sempre teve uma boa cobertura da vacinação da influenza e precisamos manter isso. Reforço a necessidade das pessoas comparecerem para a imunização conforme as orientações de cada município. É muito importante a população estar protegida. O cronograma é até julho, mas estamos buscando junto ao Ministério da Saúde a tentativa para anteciparmos as doses para Santa Catarina, pois temos um inverno rigoroso”, disse a secretária.


Edição: Felipe Silveira
Foto: Governo de SC
Informações: Prefeitura | Governo de SC