Justiça determina cassação de mandato de Osmar Vicente

Além do mandato de Sidney Sabel (DEM), a Justiça Eleitoral cassou nesta sexta-feira (19) o mandato de Osmar Vicente (PSD). As duas ações foram movidas por Ednaldo José Marcos (Pros), o Nado, com a mesma acusação: candidaturas laranjas em partidos que elegeram vereadores. Após avaliar os dois casos, o juiz Roberto Lepper determinou a cassação dos dois parlamentares.

Em sua quarta tentativa de chegar à Câmara de Vereadores, Nado ficou no primeiro lugar da fila de espera, com 2.287 votos. A posição o motivou a averiguar se havia irregularidades na candidatura de vereadores eleitores, incluindo a situação de cada partido.

Candidaturas laranjas são aquelas que existem apenas para preencher cotas partidárias e/ou ficar com verba eleitoral. A pessoa se candidata, mas não se esforça para vencer. Quando alguém tem um número pífio de votos, desconfia-se que pode ser de laranja.

No caso do DEM, duas mulheres foram alvo da ação judicial. Ao ouvi-las, o juiz confirmou que se tratavam de laranjas articuladas pelo partido.

Já no caso do PSC, foram três candidatas acusadas de participação no esquema. Elas negaram, mas o juiz percebeu que elas não fizeram campanha e receberam apenas 3, 4 e 8 votos. O juiz notou que familiares próximos às candidatas fizeram campanha para Jaime Evaristo, vereador candidato à reeleição e presidente da sigla.

Assim, o juiz Roberto Lepper determinou a cassação do mandato do PSC, cuja titular é Osmar Vicente (Jaime Evaristo era suplente), e a convocação do candidato que está na fila. Como Nado já deve ficar com a vaga de Sidney Sabel, o próximo é Mauricinho Soares (MDB).


Texto: Felipe Silveira
Foto: Divulgação