Servidores protestam contra proposta de privatizar fábrica de tubos

Servidores da fábrica de tubos, mobilizados pelo Sindicato dos Servidores Públicos de Joinville e Região (Sinsej), realizaram na tarde de terça-feira (15) um ato contra a proposta do governo de fechar a unidade de pavimentação, o setor de oficina e a fábrica de tubos, passando os serviços para a iniciativa privada.

A manifestação ocorreu em frente à prefeitura e uma comissão de servidores foi recebida pelo prefeito Adriano Silva. Segundo comunicado do Sinsej, ele acatou o pedido de voltar a se reunir para ouvir as demandas da categoria e se comprometeu a não tomar nenhuma decisão sem dialogar com a comissão.

Na sexta-feira (12) também houve protesto dos servidores, mas contra a proposta de reforma da previdência municipal, discutida no conselho do Instituto de Previdência Social dos Servidores Públicos do Município de Joinville (Ipreville). A reforma municipal será baseada em dois projetos de lei. Um deles cria um Regime de Previdência Complementar e o outro, além de aumentar a alíquota de contribuição dos servidores de 11 para 14%, altera regras para aposentadoria.


Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Sinsej