Prefeitura estabelece regras para atividades esportivas recreativas

A Prefeitura de Joinville publicou um novo decreto que regulamenta atividades em decorrência da pandemia da covid-19. A partir desta determinação, fica liberado o uso de áreas de recreação infantil e playgrounds em estabelecimentos comerciais e de alimentação, desde que respeitada a limitação de 30% de ocupação. Está permitida a realização de esporte recreativo, treinos e jogos de futsal, seguindo as diretrizes sanitárias estabelecidas pela Secretaria Estadual da Saúde.

Foram prorrogadas por mais sete dias, contados a partir do dia 2 de fevereiro, a limitação de 30% da capacidade de público em shopping centers, supermercados e demais estabelecimentos de comércio varejista ou atacadista, academias, igrejas, templos e demais locais destinados a cultos e serviços religiosos, além de serviços que prestam atendimento presencial.

A exceção desta limitação é para atividades financeiras desenvolvidas por bancos, casas lotéricas, cooperativas de crédito e afins, bem como os serviços de assistência à saúde, assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade. Entretanto, os estabelecimentos devem ainda observar a obrigatoriedade de uso de máscara, disponibilização de álcool para higienização das mãos e o distanciamento.

Continuam suspensas as atividades desenvolvidas por casas noturnas, boates, pubs e casas de shows. Vale ressaltar que está em vigor a determinação que estes estabelecimentos podem comercializar alimentos e bebidas, com consumo no local, enquanto o atendimento presencial ao público estiver suspenso.

O funcionamento de parques aquáticos, a realização de eventos como congressos, palestras, seminários, feiras e exposições e eventos sociais, o funcionamento de museus, bibliotecas, cinemas e teatros, a realização de eventos e competições esportivas organizados pela iniciativa privada e pela Fundação Catarinense de Esporte (Fesporte) e o funcionamento de hotéis, pousadas e albergues, além da concentração e permanência de pessoas em espaços públicos de uso coletivo, como parques, rios e praças estão disciplinados pelas normas sanitárias estaduais aplicáveis.


Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Prefeitura