Prevista para 10 de fevereiro, primeira etapa da vacinação terá foco em 112 mil joinvilenses

Joinville está preparada para começar a vacinação assim que chegarem as vacinas, afirmou o secretário municipal de saúde, Jean Rodrigues da Silva, em coletiva de imprensa realizada na manhã desta quinta-feira (14). Na ocasião, a prefeitura lançou o plano “Joinville na luta contra o coronavírus”, anunciando o planejamento para a vacinação e o retorno das aulas presenciais.

Receba notícias no Whatsapp

“Nosso compromisso é viabilizar as condições necessárias para que a população possa retomar suas rotinas de forma segura”, disse o prefeito Adriano Silva..

O início da primeira etapa de imunização seguirá a data a ser definida pelo Ministério da Saúde, responsável pela compra e distribuição das vacinas aprovadas pela Anvisa aos municípios. A previsão é 10 de fevereiro, mas é necessário aguardar a decisão do governo federal.

A cidade contará com as 53 salas de vacinação existentes, além da Central de Imunização de Joinville, que será instalada no Centreventos Cau Hansen. O acesso à vacina poderá ser feito sem agendamento nas salas de vacinação ou com atendimento marcado pelo site para quem for utilizar o Centreventos. Todas as salas existentes contam com unidades de conservação padrão. Além disso, outras 35 unidades já foram compradas pela Prefeitura.

A expectativa é vacinar aproximadamente 112 mil pessoas na primeira etapa, que, conforme previsto no Plano Nacional de Imunização (PNI), contemplará quatro fases:

1) imunização dos profissionais de saúde, idosos acima de 75 anos, idosos acima de 60 anos institucionalizados (que vivem em casas de repouso) ou acamados e população indígena; 2) idosos com idade entre 60 e 74 anos; 3) pessoas que apresentam comorbidades previstas no PNI; e 4) professores, profissionais das forças de segurança e do sistema prisional.

Os insumos necessários para a aplicação das duas doses por pessoa contemplada na primeira etapa já estão garantidos. Hoje, a Secretaria da Saúde conta com estoque de 190 mil seringas e agulhas destinadas especialmente para a imunização contra a covid-19. Outras 200 mil unidades já foram compradas e estão em processo de entrega.

Secretário detalha plano


Edição, foto e vídeo: Felipe Silveira
Informações: Prefeitura