PL de Fernando Krelling isenta inscrições de atletas voluntários

Foi aprovado pelos deputados da Assembleia Legislativa do Estado de Santa Catarina (Alesc) o Projeto de Lei 119/2019, do deputado estadual Fernando Krelling (MDB), que isenta atletas voluntários do pagamento de taxa de inscrição em competições esportivas. A matéria tramitava desde maio do ano passado e foi a plenário nesta quarta-feira (9).

A nova lei beneficia voluntários como os que integram o projeto joinvilense Pernas Solidárias. O projeto nasceu em 2015, quando o corredor Cleiton Tamazzia decidiu que era hora de o primo Rodrigo, que é cadeirante, sentir o vento no rosto e a alegria de terminar uma corrida de rua. Ele inscreveu a dupla em uma prova e empurrou a cadeira de rodas por todo o percurso. “Na primeira corrida, perdemos uma rodinha da cadeira, porque ela não era adaptada. Mas foi tão gratificante ver meu primo feliz, que seguimos em frente”, lembra Cleiton, que atua para expandir a projeto.

Krelling comemorou a aprovação do PL, que para virar lei, precisa ainda da sanção do governador Carlos Moisés. “É um avanço muito importante para o incentivo da prática esportiva, da inclusão da pessoa com deficiência e daqueles que participam das corridas na condição ‘pernas voluntárias’, emprestando suas pernas aos cadeirantes, empurrando-os nas corridas”, disse o parlamentar.

O deputado joinvilense explicou que, atualmente, quando um atleta cadeirante participa destas competições, tanto ele quanto quem o empurra o triciclo precisam pagar taxas de inscrições. “O projeto de lei isenta a inscrição do voluntário, que se dispõe a empurrar o atleta cadeirante. É como se os dois fossem uma equipe só. Isso vai ajudar a aumentar o número de voluntários e de pessoas com deficiência na prática esportiva”, resumiu.


Edição: Felipe Silveira
Foto: Pernas Solidárias
Informações: Assessoria de Fernando Krelling