Estado terá toque de recolher durante a madrugada nas 21 maiores cidades

Com 15 das 16 regiões de Santa Catarina em estado gravíssimo, o governador Carlos Moisés anunciou nesta quarta-feira (2) novas medidas para combater o avanço do coronavírus. Entre elas está o toque de recolher durante a madrugada nas 21 maiores cidades. A decisão foi tomada após uma reunião com a Fedaração Catarinense de Municípios (Fecam).

Outras duas medidas fazem estão incluídas no decreto. Uma é o uso obrigatório de máscara em todos os ambientes, o que não inclui, claro, o espaço doméstico. A segunda é a continuidade da limitação de 70% da capacidade dos ônibus do transporte coletivo. As medidas passam a valer a partir da publicação do decreto, o que, segundo o governo, deve acontecer em até 48 horas

O texto divulgado no site do governo fala que as ações têm “o objetivo de frear o avanço da doença ao mesmo em que mantêm as atividades econômicas do estado em funcionamento”.

Em relação ao toque de recolher, na parte da noite, os estabelecimentos deverão fechar as portas até as 23 horas, com a possibilidade de atender os clientes que chegaram ao local antes da meia-noite.

Na nova classificação de risco divulgada pelo governo, duas regiões passaram a ter nível gravíssimo, o Alto Uruguai e a Foz do Rio Itajaí. Já a taxa de transmissibilidade apresenta-se como gravíssima em 14 regiões.


Texto: Alexandre Perger
Foto: Mauricio Vieira/Governo de SC
Informações: Governo de SC