Coronel Armando coleta assinaturas para criar partido de Bolsonaro neste sábado

O deputado federal Coronel Armando já avisou que vai deixar o PSL e se filiar ao Aliança pelo Brasil assim que for possível. A possibilidade, no caso, depende da criação do partido liderado por Jair Bolsonaro. O presidente deixou o partido pelo qual foi eleito no final do primeiro ano de mandato e agora tenta coletar assinaturas para criar a sigla.

Para a tarefa conta com o voluntarismo do deputado joinvilense. Neste sábado (28), Armando acompanha a agenda do Aliança Móvel em Joinville, recolhendo assinaturas para a criação do partido. Será das 9 às 12 horas, no bairro Costa e Silva.

Bolsonaro precisa de mais de 490 mil assinaturas homologadas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para criar o partido. Em agosto, tinha apenas 3 mil. Dias atrás o presidente indicou que pode procurar outro partido caso o Aliança não dê certo.


Texto: Felipe Silveira
Foto e informações: Facebook do deputado Coronel Armando