Com virada protagonizada pela base, JEC está vivão na Série D

Uma derrota combinada com outros resultados ruins praticamente sepultaria as chances do JEC na Série D. Diante desse contexto, o jogo no final da tarde de sábado (21) — entre JEC e Marcílio Dias, na Arena Joinville — ganhava a importância de uma final. E se o torcedor precisava de alguma emoção, agora não precisa mais. Com protagonismo da base, o Tricolor virou sobre o Marinheiro e está muito vivo na competição.

As coisas não começaram bem para os joinvilenses. Com gol contra de Jaques, por volta dos 25 minutos, a desgraça estava pronunciada. O cenário piorou aos 39, com a expulsão do zagueiro Charles. Nesse meio tempo, o Marcílio Dias pressionava, tanto que Dalberson teve que operar grande defesa.

No início do segundo tempo, expulsão do jogador da equipe de Itajaí trouxe a igualdade numérica novamente. Faltava igualar o placar, mas a coisa não tava boa. O goleiro tricolor recebeu cartão amarelo aos 10 minutos.

Até que, aos 18 minutos, Diego guardou o dele e incendiou a partida. Lucas de Sá meteu a bola por cobertura, Diego dominou bonito com a esquerda e com a mesma canhota soltou o tiro de canhão. Um golaço do passe à finalização.

O Tricolor seguiu pressionando e a virada veio aos 36, novamente com a base. Chrystian recebeu na meiuca, limpou e mandou um torpedo para o gol. Mais um golaço, mais um da base tricolor.

Depois disso, muita pressão e confusão, com expulsões (o goleiro Dalberson e o técnico Fabinho Santos receberam vermelho) e jogo até os 65 minutos. Mas com o placar inalterado. O Tricolor segue vivaço na competição.


Texto: Felipe Silveira
Foto: JEC