Zema chega em voo comercial, mas avião da PM de Minas Gerais acompanha visita

Em campanha para eleger Adriano Silva prefeito de Joinville, o partido Novo trouxe o governador mineiro, Romeu Zema, à cidade catarinense. Zema é o único chefe do Executivo do partido até o momento e pode ganhar a companhia de Adriano em 2021, caso o joinvilense vença Darci de Matos (PSD) no segundo turno.

Contudo, tanto o partido quanto Zema e Adriano divulgaram que o governador mineiro chegaria à cidade em voo comercial, o que seria uma forma de respeitar o dinheiro público, um dos motes da campanha do partido. De fato, Zema veio a Joinville em voo comercial, pago com recursos do partido, mas será acompanhado por uma equipe de segurança pública. A aeronave da Polícia Militar de Minas Gerais pousou em Joinville na manhã deste sábado (21).

Nota do Gabinete Militar do Governador [de Minas Gerais], repassada pela assessoria de Adriano Silva, explica que o acompanhamento das agendas do governador, em qualquer ocasião, é uma determinação legal que compete à instituição. “O planejamento e a execução das ações referentes à segurança do governador são levadas a efeito exclusivamente pelo Gabinete Militar, visto as questões sensíveis de salvaguarda da autoridade e do próprio Estado envolvidas nesse processo”, registra a nota.

Nota

O Exmo. Sr. Governador Romeu Zema viajou a Joinville/SC, na noite dessa sexta-feira, em voo comercial, por decisão daquela autoridade, custeado pelo Partido Novo. Retornará a Minas Gerais da mesma maneira.

O Gabinete Militar do Governador (GMG), por sua vez, esclarece que, por determinação legal, compete a esta Instituição a segurança pessoal do governador, em qualquer ocasião, conforme prescrito na Lei 23.304/2019 e no Decreto 47.777/2019.

O planejamento e a execução das ações referentes à segurança do governador são levadas a efeito exclusivamente pelo Gabinete Militar, visto as questões sensíveis de salvaguarda da autoridade e do próprio Estado envolvidas nesse processo.

Nos deslocamentos previstos, o Gabinete Militar realiza uma detida análise do melhor custo-benefício para o envio da equipe de segurança, primando pelas premissas da eficiência, eficácia, racionalidade, razoabilidade e economicidade.

Nesse sentido, o deslocamento de militares do GMG para Joinville/SC fundamentou-se, estritamente, no cumprimento de dever legal de segurança governamental.

Gabinete Militar do Governador


Texto: Felipe Silveira
Foto: Assessoria de Darci de Matos