Segundo turno em Joinville é entre o tradicional e a novidade

O segundo turno em Joinville, marcado para o dia 29 de novembro, será decidido entre Darci de Matos (PSD), que fez 66,8 mil votos, e Adriano Silva (Novo), que foi a grande surpresa do pleito, fazendo 60,7 mil votos. O empresário saiu de trás nas pesquisas e desbancou Fernando Krelling (MDB), que era desde o começo um dos favoritos.

O empresário Adriano Silva disputou neste ano sua primeira eleição. Ele é administrador e atual presidente da Catarinense Pharma, empresa do ramo farmacêutico tradicional em Joinville, pertencente à família do empresário que agora busca ser prefeito de Joinville. 

O discurso do partido e do candidato contaram com a receptividade dos joinvilenses, em uma cidade que tende à direita e exalta a ideia de empreendedorismo. Defensor de ideias liberais e da redução do Estado, Adriano se apresentou bem durante a campanha, discutindo ideias com seriedade, o que o colocava em contraste com metade dos candidatos mais caricatos. A disputa sempre entre os que falavam sério. O candidato apresentou propostas e demonstrou conhecimentos sobre a cidade.

Por outro lado, Darci de Matos tem uma longa experiência na vida pública. Foi eleito vereador em 2000 e presidiu a CVJ em dois mandatos. Saltou à Alesc em 2006 e foi reeleito deputado estadual em 2010 e 2014. Chegou à Câmara dos Deputados em 2018, com 68 mil votos.

Além disso, participou de outras duas disputas pela prefeitura. Em 2008, perdeu para Carlito Merss e, em 2016, foi derrotado pelo atual prefeito Udo Döhler. Na terceira disputa, chegou como o grande favorito. Nas pesquisas, aparecia com uma vantagem maior do que a foi registrada nas urnas. 

Depois de oito anos no poder, o MDB deixará a prefeitura. Havia uma expectativa em torno do nome de Fernando Krelling, que passou boa parte da campanha como o segundo nome, atrás de Darci. Mas, por mais que tentasse se desvincular do nome do prefeito Udo, o candidato acabou sofrendo com a rejeição da atual administração e sofreu o revés.


Texto: Alexandre Perger
Foto: Divulgação