Leia Mulheres Joinville discute Júlia Lopes de Almeida em encontro virtual

Em agosto, o Leia Mulheres Joinville continua a realizar encontros literários, em formato online. O livro da vez é “A falência”, da escritora brasileira Júlia Lopes de Almeida, romance é considerado um dos mais importantes do modernismo brasileiro. De acordo com as organizadoras, a autora oferece, em 1901, um panorama sobre a burguesia urbana e retrata a sociedade machista, com suas relações escravocratas e desiguais.

O encontro do grupo – que tem como objetivo propor ações para inclusão da presença da mulher no mercado editorial –, ocorrerá no dia 29 de agosto, pontualmente às 15h30 (entrada na sala virtual às 15h20). A mediação será feita pela jornalista Marcela Güther. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas preenchendo este formulário online.

Para receber notícias do clube em tempo real, inscreva-se no canal do Telegram do Leia Mulheres Joinville.

Sobre o livro

“A falência”, livros da escritora Júlia Lopes de Almeida, oferece um panorama das repercussões do boom do café no final do século XIX na formação da nascente burguesia urbana brasileira, além de retratar as nuances de uma sociedade machista e hipócrita, em que subsistem as relações escravocratas e aprofundam-se as desigualdades sociais.

O livro se passa no Rio de Janeiro, em 1891. Francisco Teodoro, um bem-sucedido e ambicioso comerciante de café, conhece Camila. Em busca de um casamento que traga estabilidade, ele não vê melhor opção que casar com a jovem. Os filhos Mário, Rachel, Lia e Ruth crescem a olhos vistos, enquanto a empresa do pai continua a prosperar. Nem só de flores, contudo, vivem os Teodoro. Francisco, cada vez mais ganancioso, vê outros comerciantes se arriscando no trato com o café e decide fazer o mesmo. Afinal, é preciso aumentar o patrimônio familiar. Camila, alheia aos movimentos econômicos e cada vez mais absorta em sua relação com o médico Gervásio, nada opina. Em um revés do destino, a fortuna da família acaba. Francisco Teodoro se suicida e todos, mãe e filhos, precisam aprender a lidar com a nova situação social.


Edição: Redação O Mirante
Foto e informações: Leia Mulheres Joinville