Laboratório Municipal de Joinville deve começar a processar exames RT-PCR

O governo de SC aceitou que o Laboratório Municipal de Joinville comece a processar os testes RT-PCR, considerados os mais eficazes para o diagnóstico do novo coronavírus (covid-19). A decisão ocorreu um mês depois da Associação dos Municípios do Nordeste de Santa Catarina (Amunesc) enviar um ofício ao governador Carlos Moisés.

A decisão do governo foi dada através do secretário de estado da Saúde, André Motta Ribeiro, em audiência pública da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc). A solicitação para processamento dos exames em Joinville veio da necessidade de agilizar os diagnósticos do exame, que estavam sendo processados no Laboratório Central de Saúde Pública de Santa Catarina (Lacen/SC). Uma vez que o Lacen atende à todo o estado, os resultados dos exames estão demorando mais do que o esperado.

De acordo com o secretário de estado da Saúde, outros laboratórios não estavam sendo habilitados para a realização do teste RT-PCR por conta da dificuldade de encontrar os insumos necessários. “Nós colocamos nosso laboratório à disposição da região Nordeste. Se o problema for insumo, nós assumimos o compromisso de buscar esses insumos”, disse na reunião na Alesc o prefeito Udo Döhler, que também é presidente da Amunesc.

O Laboratório Municipal de Joinville possui atualmente dois equipamentos capazes de processar os testes. Um dos equipamentos tem possibilidade de realizar 90 amostras/dia, e o outro pode realizar 24 amostras/dia, mantendo a rotina atual de diagnóstico de outras comorbidades.


Edição: Fernando Costa
Foto: Governo de SC
Informações: Amunesc