Servidores da saúde promovem ato por transporte nesta terça-feira

Está marcada para as 11 horas desta terça-feira (18), na frente do Hospital Municipal São José, uma manifestação dos servidores municipais da saúde por transporte para o trabalho. O ato é organizado pelo Sindicato dos Servidores Públicos de Joinville e Região (Sinsej) e deve reunir os servidores e apoiadores com máscaras de proteção.

Desde que o transporte público foi suspenso na cidade, por meio do Decreto Municipal 38.957/2020 em razão da pandemia, no dia 9 de agosto, as empresas Gidion e Transtusa, que operam o sistema (sem licitação), suspenderam também as linhas de ônibus especiais para locomoção dos servidores da saúde.

De acordo com o sindicato, há servidores que estão gastando, em média, R$ 600 por mês, quase metade dos salários, em transporte individual por aplicativo. O Sinsej reivindica uma solução urgente para o caso e lembra que o setor de Saúde necessita de servidores com diversas funções, que passam pela área médica, enfermagem, manutenção, serviços gerais e outras.

Ainda segundo o Sinsej, a entidade tentou diálogo direto com a Secretaria da Saúde e também acionou a Justiça por uma solução. Na sexta-feira (14) à tarde, o juiz da Segunda Vara da Fazenda Pública, Roberto Lepper, deu prazo de três dias para o município se manifestar. A Prefeitura de Joinville, por meio de assessoria de imprensa, afirmou que ainda não há uma posição oficial sobre o caso.


Edição e foto: Felipe Silveira
Informações: Sinsej