Ceramista e professora da Casa da Cultura, Heloisa Steffen morre aos 53 anos

Joinville perdeu, na quinta-feira (30), a ceramista Heloisa Steffen, vítima de câncer. Professora na Casa da Cultura desde 1990, atuava na Escola de Artes Fritz Alt. Também foi professora na rede municipal entre 1996 a 2005. Era um dos principais nomes da arte em cerâmica da cidade, com exposições individuais e coletivas e trabalhos voluntários. Graduada em Artes Plásticas pela Udesc em 1989, tinha pós-graduação pela Univille.

Heloisa Steffen

Entre os trabalhos da artista estão o o painel cerâmico Hospital Municipal São José, o painel cerâmico PA Sul e do PAM Bucarein. “Entre Flores”, “Revoadas de Outono”, “Entre e fique à Vontade”, “Memórias” e “Sozinha Somos Pétalas Unidas Somos Rosas” foram algumas das exposições coletivas e individuais que realizou.

“A Helô, além de ser uma pessoa de bom coração, que levava alegria por onde passava, era uma ceramista e artista de mão cheia. Não só o ensino da arte de Joinville sofre com a sua perda, por meio da Casa da Cultura, como também o cenário das artes visuais. Para mim, uma inspiração como pessoa e profissional, uma referência”, comentou Juliana Rossi, professora da Casa da Cultura e amiga de Heloisa.

Heloisa participou do projeto Arte na Quarentena, no início deste ano, que visava a arrecadação de fundos para pessoas afetadas pela pandemia de covid-19. “Uma pessoa muito querida, muito ativa e muito prestativa. Uma pessoa muito importante para a cultura de Joinville. Uma mulher que com certeza fez a diferente nas artes visuais de Joinville”, registrou o produtor cultural Rodrigo Domingos, idealizador do projeto.

A artista Gisele Borges, amiga próxima de Heloisa, também lamentou a perda. “Nós sentimos muito orgulho em ter convivido de perto com alguém tão especial. Há perdas que são irreparáveis e esta é uma delas! A arte de educar perdeu uma grande mulher, a escola perdeu uma excelente profissional, e nós perdemos uma professora, uma mestre, uma ceramista apaixonada, que era uma verdadeira amiga e que dificilmente conseguiremos esquecer. Te amaremos eternamente. Descanse em paz!”, registrou.


Texto: Felipe Silveira
Fotos: Cedidas por Gisele Borges