Comitê Popular cobra isolamento total em Joinville

O Comitê Popular Solidário de Joinville contra o Coronavírus publicou uma carta em que pede lockdown (isolamento total) em Joinville. O documento, assinado por diversas entidades populares do município, foi publicado na sexta-feira (10). Também pede investimentos públicos em novas UTIs, gestão unificada de todos os leitos por meio de uma fila única e fim da circulação do transporte coletivo. Leia na íntegra:

Lockdown já: Carta Pública do Comitê Popular Solidário de Joinville contra o Coronavírus

No dia em que a cidade de Joinville passou a liderar o ranking de vítimas da pandemia da Covid-19 em Santa Catarina, os hospitais São José e Regional anunciaram a ocupação total dos leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) destinados aos pacientes com Coronavírus, situação que compromete 100% da capacidade do sistema público de saúde de Joinville.

É previsível que a flexibilização das medidas de isolamento social, aliada à retomada do transporte coletivo em Joinville no dia 8 de junho, tenha agravado o contágio, as internações e as mortes por Covid-19. É o que demonstram os números divulgados pela prefeitura de Joinville, que reconhece estarem abaixo da realidade estimada.

Causa perplexidade a falta de transparência nos dados e informações do combate à pandemia em Joinville, o que pode estar ocultando do interesse público, situação ainda mais grave.

Com a ausência de leitos de UTIs e o aumento exponencial de contaminação, internações e de mortes, esperamos que os poderes públicos municipal e estadual tomem medidas urgentes e imediatas para proteger a vida da população, dos servidores públicos e dos profissionais que atuam na linha de frente do combate à Covid-19.

Conclamamos, como entidades representativas de setores sociais, dos servidores públicos e dos direitos humanos, que a prefeitura promova urgentemente ações de prevenção ao contágio e de fortalecimento do Sistema Único de Saúde (SUS), que, diante da gravidade dos fatos, só ocorrerá com a paralisação completa dos serviços não essenciais, com o isolamento social mais severo, chamado de “lockdown”, somado a investimentos públicos em novas UTIs, com a implementação da gestão unificada de todos os leitos por meio de uma fila única, tanto para hospitais públicos quanto para privados.

Conclamamos ainda à prefeitura para que decrete o fim da circulação do transporte público e que o prefeito Udo Döhler reveja suas declarações de intenção do retorno às aulas a partir do dia 3 de agosto. Somos totalmente contra o retorno das aulas até que haja segurança, com a queda do número de contágio, internações e mortes pelo Coronavírus.

Acreditamos que é possível evitar uma tragédia ainda maior e salvar vidas em Joinville. Pela saúde da população de Joinville, conclamamos à prefeitura a decretar lockdown imediatamente. A vida dos joinvilenses não pode esperar.

Joinville, 10 de julho de 2020.

Assinam esta carta, ordem alfabética

Associação dos Moradores e Amigos do Bairro Itinga (Amorabi)
Coletivo Ashanti de Mulheres Negras de Joinville
Conselho Comunitário do Jardim Paraíso
Coordenação Nacional de Estudantes de Psicologia
Centro de Direitos Humanos Maria da Graça Bráz
Coren/SC — Conselho Regional de Enfermagem de Santa Catarina
Fórum de Mulheres de Joinville
Frente Joinville pela Democracia
Grêmio Recreativo e Cultural Escola de Samba Unidos Pela Diversidade
Instituto de Defesa dos Direitos Econômicos e Sociais (IDHES)
Instituto de Pesquisa da Arte pelo Movimento — IMPAR
Movimento Mobiliza Cultura Joinville
Partido Comunista do Brasil em Joinville (PCdoB)
Partido dos Trabalhadores de Joinville (PT)
Partido Socialismo e Liberdade de Joinville (PSOL)
Partido Socialista Brasileiro de Joinville (PSB)
Sindicato dos Metalúrgicos de Joinville
Sindicato dos Petroleiros do Paraná e Santa Catarina (Sindipetro)
Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Joinville e Região (Sinsej)
Sindicato dos Trabalhadores em Educação de Santa Catarina (Sinte)
Sindicato dos Trabalhadores em Estabelecimento de Saúde Pública Estadual e Privado de Florianópolis e Região (SindSáúde) — Subsede Joinville
Sindicato dos Trabalhadores em Instituições de Ensino Particular e Fundações Educacionais do Norte do Estado de SC (Sinpronorte)
Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita Federal (Sindireceita) — Delegacia Sindical de Joinville
Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica Profissional e Tecnológica (Sinasefe) — Seção Litoral
União Nacional LGBT de Joinville (UNALGBT)


Texto: Felipe Silveira
Foto: Arquivo