Estudantes realizam mostra de curtas-metragens em Joinville

Estudantes do curso de cinema e audiovisual da UniSociesc realizam nesta semana, de segunda (22) à sexta-feira (26), a segunda edição da Mostra Joinville Faz Cinema. Por causa da pandemia de coronavírus, a mostra será somente online, transmitida pelo Youtube. Além da exibição dos filmes inscritos, produzidos pelos estudantes, haverá um debate com os realizadores e especialistas convidados (veja a programação ao final do texto).

“A ideia é promover discussões em cima da produção e de temáticas abordadas pelas obras audiovisuais, possibilitando também contato, mesmo que virtual, dos realizadores com o público. Desde o princípio, o objetivo da mostra é estreitar os laços entre os jovens cineastas e o grande público da cidade”, comenta o estudante José Henrique Wiemes, um dos organizadores do evento.

Para Wiemes, a mostra contribui, em primeiro lugar, com a formação de público na cidade. Esse contato de realizadores com o público, segundo ele, é importante para que vejam quanto as obras impactam as pessoas na sociedade onde vivem. “Porque a arte não é nada sem o público”, completou.

Os debates com os especialistas, novidade da mostra, também visa contribuir para a formação do público. “É interessante para o público descobrir como eles tiveram as idéias, quais as dificuldades e alegrias de produzir. Assim como é importante para os alunos ouvirem elogios, tirarem dúvidas, ouvirem possíveis críticas ou poderem discutir seus posicionamentos”, finalizou.

Uma das realizadoras é a estudante Luiza Tavares, que trabalhou nas equipes de três trabalhos apresentados na mostra — um videoclipe, um documentário poético e um curta de ficção. Ela comentou a diferença entre dois deles. O primeiro, de 2018, foi o videoclipe da música “Dez mil horas”, da banda joinvilense Mosaico Adulto.

“Era mega importante fazer ser a cara e o gosto da banda e ao mesmo tempo me sentir realizada”, revelou a estudante, orgulhosa do trabalho, mesmo que, segundo ela, a equipe nem soubesse direito o que estava fazendo, já que estavam na metade do curso.

Luiza e colegas na produção do clipe da música “Dez mil horas” – Foto: Divulgação

“Não tínhamos noção da onde a gente tava se metendo, mas no fim deu tudo certo! É de longe o trabalho que mais tenho orgulho até o momento”, disse a cineasta em formação que, às vezes, “na calada da noite”, sonha com uma versão expandida do clipe, pois teve que cortar algumas cenas.

No documentário poético “Verve”, de 2019, dirigido por Scheila Alexsandra, o desafio foi diferente. A equipe convidou membros do grupo “Slam: Voz de levante” para recitar poesias. Luiza conta que não estava bem na época, mas trabalhar no filme, conhecer e ouvir membros do grupo a ergueu.

“Sempre me sinto completamente realizada com a troca. O ‘Dez mil horas’ é belo, forte, de maneira técnica e do mercado. ‘Verve’ é potente, delicado e forte ao mesmo tempo”, avaliou.

A estudante, que está trabalhando na monografia, ainda não sabe quais serão os próximos passos da carreira. “Sonho em fazer uma especialização em algum país onde a arte e a cultura tenham pelo menos direito a um ministério”, brincou sobre a situação atual do Brasil.

Programação

Segunda-feira (22) | 21h30
Curtas: UFGV / Meu nome não é Natasha / Verve
Realizadores: Patrick Schmitz / Jessé Rodrigues / Scheila Alexsandra
Tema em debate: Audiovisual e Mercado: série, ficção e documentário
Mediadores: João Kamradt/Fabrício Porto

Terça-feira (23) | 21h30
Curtas: Atlas / Que bom te ouvir falar / Palavras Livres
Realizadores: Anna Viliczinski/ Mariane Araújo / Aline Machado
Tema em debate: As mulheres atrás e na frente das câmeras
Mediadora: Lorena Trindade

Quarta-feira (24) | 21h30
Curtas: Pudovkin / O ar que se inspira
Realizadores: Thaise Micuanski / Thiely Kuczinski
Tema em debate: Criação e Narrativas audiovisuais
Mediadora: Samantha Borges e Jéssica Frazão

Quinta-feira (25) | 21h30
Curtas: O bilhete / Fome / Philia
Realizadores: Clark Cesar / Júlia Oliare / Gustavo Yamazaki
Tema em debate: O processo de criação no curta-metragem
Mediadora: Fahya Kury

Sexta-feira (26) | 20h30
Curtas: Dez mil horas / Uma vida minha até aqui / Amazônia / Distante Semblante
Realizadores: Luiza Tavares / Marcelo Eduvirge / Lucas Alvarez
Tema: A construção imagética e a música
Convidados especiais: Tiago Luis / Ricardo Ledoux
Mediadores: Rafael Alonso / Brian Hagemann


Texto: Felipe Silveira
Foto: Divulgação