CPI dos respiradores recebe três depoentes nesta terça-feira

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Assembleia Legislativa que investiga a compra supostamente fraudulenta de 200 respiradores artificiais pelo governo catarinense dá mais um passo nesta terça-feira (9), às 17 horas. Três depoentes já ouvidos pela CPI foram convocados a apresentarem seus depoimentos simultaneamente. O objetivo dos membros da CPI é esclarecer eventuais divergências apontadas nos depoimentos.

Serão ouvidos o ex-secretário de Estado da Saúde, Helton Zeferino; a servidora Marcia Pauli, que era superintendente de gestão administrativa da Secretaria de Estado da Saúde (SES) quando da compra dos respiradores; e o ex-chefe da Casa Civil do Estado, Douglas Borba (foto). Os três serão questionados, ao mesmo tempo, pelos membros da CPI com base nos depoimentos que prestaram na semana passada à comissão.

Borba foi preso preventivamente no último sábado (6) na Operação O2, pela força-tarefa do Ministério Público, Tribunal de Contas e Polícia Civil que também investiga as supostas irregularidades na compra dos 200 ventiladores pulmonares junto à Veigamed, com o pagamento antecipado de R$ 33 milhões. Ele está detido na carceragem na Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), em São José, na Grande Florianópolis.

Por solicitação do deputado João Amin (PP), membro da CPI e autor do requerimento que resultou na acareação, o presidente da comissão, deputado Sargento Lima (PSL), solicitou à Vara Criminal da Região Metropolitana da Comarca de Florianópolis que autorizasse a participação do ex-secretário na acareação. O juiz titular da Vara, Elleston Lissandro Canali, manifestou que não há qualquer impedimento legal para a presença de Borba.

Em ofício encaminhado ao presidente da CPI, os advogados do ex-chefe da Casa Civil, Giancarlo Castelan e Paulo Cesar Schimitt, informaram que seu cliente tem interesse em participar da acareação e colocou-se à disposição para tal, desde que haja autorização judicial. Com isso, a Deic transportará Borba até o Palácio Barriga Verde, sede da Alesc, para participar da acareação.


Edição: Fernando Costa
Foto: Fábio Queiroz/Agência AL
Informações: Agência AL