A política em Joinville: Antirracismo nas ruas e no gabinete

Por Felipe Silveira
Foto: Kevin Eduardo

Ocorreu na noite de quarta-feira (4) uma contundente manifestação contra o racismo em Joinville. O movimento negro da cidade, com o apoio de outros movimentos sociais e políticos, realizou um ato na Praça da Bandeira e nas ruas centrais que se somou ao movimento mundial em defesa das vidas negras. Sem divulgação, como um dos cuidados necessários para evitar contaminação por coronavírus, o ato reuniu cerca de 50 pessoas. A equipe de O Mirante acompanhou a manifestação e trará detalhes ao longo do dia. Já tem fotos.

Quem também foi tocado pelo movimento “Vidas Negras Importam” foi o secretário de Comunicação de Joinville, Marco Aurélio Braga. Em redes sociais, ele deu exemplos do preconceito que sofreu na longa carreira como repórter e também como gestor público. Confundido com motorista ou vendedor de jornal, em um tipo de “confusão” que racistas são especializados em fazer, ele apenas respondia que era secretário do município ou repórter, posições sociais que o racismo estrutural não admite à população negra. Marco Aurélio disse que sempre optou pelo silêncio, inclusive por conveniência (palavras dele), mas que, a partir de agora, também motivado pelo Black Lives Matter, dará respostas.

No jornal

Em um comentário na página do jornal no Facebook, um leitor critica nossa atenção à manifestação antirracista e pergunta se não temos nada mais importante para mostrar. Respondemos lá e aqui: não! Na redação do jornal O Mirante, o racismo (e suas consequências, como desigualdade social e violência) é considerado o tema mais importante a ser debatido no país. Além disso, reconhecemos que nossa cobertura é insuficiente sobre o tema.

Omissão

Quando o tema são as questões sociais, a política com mandato de Joinville segue um deserto. É muito raro que um político no poder se manifeste sobre esses temas. Não é que não se importem, pois em datas especiais se manifestam, mas talvez falte um pouco de senso de oportunidade, no bom sentido, para opinar durante os acontecimentos.

Alesc presta homenagem à WEG

Atendendo proposição do deputado Vicente Caropreso (PSDB), a Alesc aprovou moção de aplauso à empresa WEG, de Jaraguá do Sul, pela iniciativa de remodelar suas unidades fabris e colocar em produção respiradores pulmonares para suprir a demanda emergencial do equipamento pelo governo catarinense e brasileiro.

Política para migrantes

O Projeto de Lei 464/2019, do deputado Fabiano da Luz (PT), que institui a Política Estadual para a População Migrante em Santa Catarina, avança na Alesc. Entre os objetivos da política estão a garantia ao migrante do acesso a direitos fundamentais, sociais e aos serviços públicos; o impedimento a violação de direitos; e o incentivo à participação social e ao desenvolvimento de ações coordenadas com a sociedade civil visando à inclusão do migrante.

A proposta é assinada por outros 22 deputados, entre eles Ada de Luca (MDB), que elogiou a criação de uma política voltada ao migrante. “É um importante passo na promoção do respeito aos refugiados, apátridas e seus familiares”, considerou a deputada.

Rodízio parlamentar

Com o objetivo de incentivar seus militantes para as eleições, o PT de Joinville aprovou, em reunião ampliada do diretório municipal em maio, a realização do rodízio parlamentar. Inspirados em uma iniciativa recente de Florianópolis, o partido que quer voltar à CVJ aprovou um rodízio para que suplentes possam assumir por pelo menos um mês o mandato.

O esquema prevê que, além do eleito, mais oito suplentes assumam. Para isso, o titular precisa se licenciar dois meses por ano. “Os vereadores não se elegem sozinhos, portanto, nada mais justo que ampliar essa oportunidade”, explica Francisco de Assis, presidente da sigla e pré-candidato à Prefeitura. Segundo ele, a proposta prevê paridade de gênero.

Pedido de informação

Dez questionamentos sobre o andamento do Sistema Municipal de Desenvolvimento pela Cultura (Simdec) foram enviados para a Prefeitura pela Câmara de Vereadores. O Pedido de Informação 26/2020, de autoria do vereador Rodrigo Fachini (PSDB) questiona, entre outras coisas, quanto recurso esteve disponível no Fundo Municipal de Incentivo à Cultura nos últimos cinco anos e quais são as ações propostas pela Prefeitura em apoio ao setor cultural durante a pandemia do novo coronavírus.

As críticas do setor cultural à gestão do Simdec foram tema de reportagem publicada pelo jornal O Mirante na terça-feira (2). Assinada pela jornalista Juliane Guerreiro, a matéria mostra que o recurso disponível aumentou, mas o acesso diminuiu. Artistas apontam incoerências nas regras.

Comissão prorrogada

A Comissão Especial da Covid-19 na CVJ terá mais 30 dias úteis o prazo para apresentação do relatório final. O pedido para prorrogação foi feito pelo relator, vereador Fábio Dalonso (PSD), em reunião da comissão na tarde de quarta-feira. Ele argumentou que aguarda algumas respostas do Poder Executivo para concluir o relatório final. Além disso, lembrou que, a partir da próxima semana, alguns serviços serão flexibilizados no município, como o retorno do transporte coletivo a partir do dia 8. Por isso, segundo ele, é importante que a comissão continue a acompanhar os índices da pandemia do coronavírus na cidade.

Vereador recomenda

James Schroeder, vereador que é pré-candidato à Prefeitura pelo PDT, tem usado suas redes sociais para dar dicas locais, internacionais e até espaciais. Já recomendou plataformas de estudo e sugeriu a leitura de um capítulo de “Memórias Póstumas de Braz Cubas”, ao lembrar que junho é o mês de aniversário do “Bruxo do Cosme Velho”. Além dessas questões terráqueas, o parlamentar demonstrou interesse especial pelo lançamento da nave espacial Crew Dragon, que levou, no fim de semana, dois astronautas na NASA à Estação Espacial Internacional. Dias antes, ele recomendou um documentário sobre o universo.


A política em Joinville é uma coluna informativa sobre o cenário político da cidade. Diariamente, a equipe de O Mirante destaca os principais acontecimentos do momento (do dia ou da semana). Atualmente, o editor Felipe Silveira é o responsável por ela. Você pode contribuir com pautas, com divulgação e com R$ 1 (ou mais), colaborando com nossa campanha. Saiba mais clicando na imagem abaixo.