Douglas Borba deixa o governo e Amandio João da Silva Junior assume Casa Civil

Apontado como um dos principais responsáveis pela compra de 200 respiradores com suspeita de fraude, o agora ex-secretário da Casa Civil, Douglas Borba, pediu exoneração na manhã de domingo (10). À noite, o governo estadual anunciou que Amandio João da Silva Junior (foto acima) assume a titularidade da pasta. Amandio é ex-secretário adjunto de Desenvolvimento Econômico Sustentável.

Douglas Borba

O escândalo da compra de respiradores veio à tona no dia 28 de abril, em reportagem da agência de notícias The Intercept Brasil, assinada pelos jornalistas Fábio Bispo e Hyury Potter.

Desde então o secretário estadual da Saúde, Helton Zeferino, pediu exoneração do cargo; a Alesc abriu uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI); e o MPSC e o TCE-SC abriram investigações. Foi Helton Zeferino, aliás, em depoimento, que apontou Douglas Borba como o principal responsável pela compra, afirmando que o chefe da Casa Civil pressionou pelo negócio. Borba nega.

Na manhã de sábado (9), uma força-tarefa composta pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) e pela Polícia Civil desencadeou a Operação 02 (Oxigênio). O Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas (GAECO) e a Diretoria Estadual de Investigações Criminais (DEIC) estão cumprindo 35 mandados de busca e apreensão e sequestro de bens em quatro estados da federação.


Edição: Felipe Silveira
Fotos e informações: Governo de SC