Bomfim participa de concurso que pode levar a festival europeu

No início do mês de maio, a banda joinvilense Bomfim recebeu a notícia de que foi aprovada no EDP Live Bands. O concurso, que tem o objetivo de divulgar e promover bandas de rock ou pop rock amadoras nacionais, vai premiar o vencedor com uma atuação no Festival NOS Alive, que será realizado em Portugal. O prêmio também prevê a gravação de três músicas.

“A gente está bem empolgado e preparando materiais”, conta o vocalista e guitarrista Marcelo Silva. “É uma oportunidade massa porque, além de tocar, eles gravam três músicas. Como já temos material para gravar, seria muito legal se rolasse”.

Se avançar às fases finais do concurso, o trio joinvilense vai participar de um workshop com especialistas renomados na indústria musical, que vão compartilhar experiências sobre como fazer carreira no competitivo mundo artístico. Para isso, conta com a votação do público, por aqui, até o dia 21 de maio. Cada usuário poderá votar uma vez em cada banda participando do concurso. Para votar, deve ser feito um login por meio de Facebook ou e-mail.

Composta por Marcelo Silva (guitarra e voz), Gabriela de Liz (baixo e voz) e Gustavo Cardoso (bateria), o trio une referências de música experimental e shoegaze com a melancolia e sutileza do dream pop, tendo como inspiração o som de bandas como Slowdive, Radiohead e Death Cab for Cutie. Com o EP de estreia “Vazio”, lançado em 2018, a banda apresentou ao público suas músicas que abordam vivências amorosas, fracassos nas relações e medo do futuro.

O trio planeja não fugir dessa essência ao gravar o seu primeiro álbum, ainda neste ano, buscando compartilhar essas emoções com todos que se sentem confusos e perdidos, contrapondo a ideia de que “precisamos alcançar uma perfeição inexistente, fixada no nosso dia-a-dia através dos grandes meios de mídia”.


Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Divulgação