Secretaria da Saúde altera prazos de retirada de medicamentos

A distribuição de medicamentos nas unidades de saúde, Farmácia Escola e Farmácias Populares de Joinville recebeu uma alteração na última sexta-feira (20). A nota técnica da Secretaria da Saúde definiu que, para reduzir a circulação de pessoas, serão entregues o equivalente a 60 dias de medicamentos destinados ao tratamento de doenças crônicas, ao invés da quantidade para 30 dias, que é o comum.

A medida vale para o período de enfrentamento à disseminação do coronavírus. Pacientes idosos, sem sistema imunológico ou com baixa imunologia e gestantes podem autorizar outra pessoa para retirar os medicamentos. Para isso, a pessoa deve apresentar receita médica e documento de identificação do usuário, além do seu próprio documento de identificação.

Os prazos das renovações, adequações e documentações necessárias para a retirada dos medicamentos serão prorrogados automaticamente por mais três meses consecutivos, sem necessidade de novos documentos.

Para a Farmácia Escola, estão suspensas as aberturas de novos processos pelos próximos 30 dias, com exceção para pacientes transplantados, com hipertensão arterial pulmonar, anemia na doença renal crônica, disfagia e casos de urgência para o uso de imunoglobulina humana.

A nota técnica também define mudanças para estabelecimentos do Programa Farmácia Popular do Brasil, alterando a periodicidade do prazo de entrega para até 90 dias para os princípios ativos e para as fraldas.


Edição: Fernando Costa
Foto e informações: Prefeitura de Joinville