Com tempos distintos, JEC e Marcílio Dias empatam na Arena

Não foi o resultado que o torcedor do Joinville esperava na noite deste sábado (29). Jogando na Arena Joinville, o Tricolor empatou com o Marcílio Dias pelo placar de 1 a 1 e perdeu os 100% em casa no Campeonato Catarinense. Foi o primeiro empate da equipe neste estadual.

O JOGO

O primeiro tempo iniciou em ritmo bastante agitado, ao som das duas torcidas que protagonizaram um belo duelo de cantos na Arena. A primeira chance foi do Marcílio Dias, que logo aos 5 minutos acertou a trave de Ivan, em cabeceio de Roberto Pítio. O JEC respondeu na sequência. Aos 7, Lucas de Sá cobrou falta e Belliato espalmou para escanteio. Na jogada seguinte, Edson Ratinho pegou o rebote da defesa e finalizou de longe, para boa defesa do arqueiro do Marinheiro.

O Tricolor errava muitos passes entre o meio-campo e o ataque. O Marcílio Dias aproveitou e cresceu em volume de jogo. Aos 20, em um chute despretensioso de Roberto Pítio, de fora da área, Ivan não segurou a bola e soltou ela nos pés de Anderson Ligeiro, que apenas empurrou para o gol.

O JEC não se abalou com o gol sofrido e foi em busca do empate. E ele veio aos 28 minutos. Lucas de Sá recebeu pelo meio e deu um passe magistral para Luquinhas, que apareceu no meio da defesa do Marcílio. Cara a cara com Belliato, o atacante tocou na saída do goleiro para marcar o seu quarto gol no Catarinense, artilheiro da competição.

Após o empate, o JEC melhorou e assustou em alguns contra-ataques, principalmente com Fernandinho pelo lado esquerdo. Porém, o último passe ou a boa presença da defesa do Marinheiro, impedia chances reais. Na única, aos 41, Adriano recebeu em velocidade, dominou e girou batendo para o gol, mas Belliato fez boa defesa.

O segundo tempo iniciou com a equipe de Itajaí pressionando o Coelho nos primeiros quatro minutos. Bem postada, a defesa tricolor evitou que o goleiro Ivan trabalhasse. Depois disso, pouquíssimo futebol das duas equipes. Ambos alternavam a posse de bola com pouca criatividade.

Apenas aos 37 minutos uma nova chance de gol voltou a levar perigo. Guilherme Pitty recebeu em contra-ataque, avançou sozinho, entrou dentro da área e finalizou por cima da meta de Ivan. Aos 41, foi a vez do JEC assustar. Lucas de Sá cobrou falta na barreira. No rebote, Trindade arriscou de longe e a bola passou perto do travessão de Belliato. Depois disso, só deu tempo do técnico do Marcílio Dias, Moisés Egert, ser expulso pelo árbitro Bráulio da Silva Machado, por reclamação.

Com o resultado, o JEC chegou aos 10 pontos e é o quinto colocado. O tricolor aguarda agora os resultados da rodada para saber se estará classificado para a próxima fase nesta rodada. Já o Marcílio é o líder da competição, com 14 pontos. Entretanto, pode perder a posição para o Brusque, que joga amanhã contra o Criciúma, fora de casa. Na próxima rodada, o JEC viaja à Chapecó para enfrentar a Chapecoense, enquanto o Marcílio Dias recebe em casa o Tubarão. As datas e horários ainda não estão definidas pela Federação Catarinense de Futebol (FCF).

FICHA TÉCNICA

Gols: Luquinhas aos 28’/1T para o JEC. Anderson Ligeiro aos 20’/1T para o Marcílio Dias.

Público: 4.345 torcedores
Renda: R$ 83.555,00

JEC: Ivan; Edson Ratinho, Eduardo Melo, André Baumer, Gustavo; Braga (Edson), Trindade, Lucas de Sá; Luquinhas (Lucas Caetano), Fernandinho, Adriano (Isaac).

Marcílio Dias: Belliato; Rodrigo, Wallace, Magrão, Paulinho; Daniel Pereira, Diego Silva (Jonathas), Nathan Ferreira (Léo Santos); Anderson Ligeiro, Medina (Guilherme Pitty), Pítio.


Texto: Beto Bett
Foto: Yan Pedro/JEC