Morre o engenheiro e professor Wilson Guesser

Morreu nesta terça-feira (25), aos 68 anos, o engenheiro e professor Wilson Luiz Guesser. Ele sofreu um Acidente Vascular Cerebral (AVC) na noite de sábado (22) e veio a óbito nesta terça, em Itajaí. Guesser se destacou como engenheiro na empresa Tupy e como professor na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), entre outras atividades.

Em nota de pesar, a Tupy destacou que “Guesser e sua generosidade em compartilhar seu vasto conhecimento promoveram a formação de grandes profissionais na vida acadêmica, orientando mestrandos e doutorandos”.

“Perdemos nós e perde a ciência. Seus livros, artigos técnicos e patentes transformaram a indústria brasileira, colaboraram com a construção da grande empresa global que a Tupy se tornou, e continuarão sendo referência no desenvolvimento de novos materiais. Entre seus legados, destacamos projetos com institutos e universidades em todo o mundo, conectando o ambiente acadêmico à indústria. Em sua busca contínua pela ampliação da utilização do ferro fundido, foi responsável pela introdução pioneira do ferro fundido vermicular à produção de blocos e cabeçotes de motor. Sua produção científica extrapolou os muros da Tupy e alcançou relevância mundial”, registra a nota da empresa.

Guesser iniciou sua formação na Escola Técnica Tupy e na Engenharia Metalúrgica da Escola Politécnica da USP. Após finalizar sua graduação, em 1977, começou sua carreira na Tupy e, desde então, dedicou-se ao desenvolvimento da Engenharia Metalúrgica, de Materiais e ao Meio Ambiente. Além da carreira na Tupy e Udesc, praticava ciclismo.

O velório terá início às 18 horas desta terça-feira, no Capela Mortuária Prever, que fica na rua Tuiuti, 1.026, no bairro Iririú.


Texto: Felipe Silveira
Foto: Arquivo pessoal de Wilson Guesser