Servidores fazem vigília à espera de atendimento do prefeito

Em greve, servidores públicos municipais ocuparam a ante-sala do gabinete do prefeito Udo Döhler e prometem não sair até que sejam atendidos pelo chefe do Poder Executivo. A vigília começou na quinta-feira (20) e sua continuidade, assim como a da greve, foi aprovada em assembleia da categoria na manhã desta sexta-feira (21).

De acordo com o Sindicato dos Servidores Públicos de Joinville e Região (Sinsej), cerca de 1,5 mil servidores aderiram ao movimento grevista, que teve início na terça-feira (18). Além de atividades na Câmara de Vereadores, onde lutam contra a aprovação de projetos de lei, os servidores querem o início das negociações salariais de 2020. Como é ano eleitoral, a data-base foi adiantada, mas o prefeito quer receber a categoria somente em 16 de março.

“Ficaremos aqui até sermos atendidos. Não atender os servidores é uma demonstração de total desrespeito com a categoria e com quem usa o serviço público na cidade”, disse a presidenta do sindicato, Jane Becker.

Veja o vídeo publicado pelo Sinsej sobre a vigília:

Posted by Sinsej on Thursday, February 20, 2020


Texto: Felipe Silveira
Foto: Sinsej