Robô produzido em Joinville é apresentado em workshop do ramo industrial

Com movimentos de um braço e a agilidade de uma cobra, o robô Snake, desenvolvido em Joinville pelo Instituto Senai de Inovação em Sistemas de Manufatura e em Processamento a Laser, promete ganhos de produtividade para a indústria.

O projeto, que é resultado de uma parceria com a GM América do Sul, será apresentado nesta quinta-feira (20), durante o Workshop Ferramentaria 4.0 como um caso de sucesso de projetos apoiados pela Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii).

O Workshop é um evento técnico e restrito às empresas participantes do projeto Embrapii, e será realizado na sede do Instituto SENAI, em Joinville. No período das 13h30 às 14h30, o robô Snake será apresentado à imprensa.

Projeto de biomimetismo, em que a engenharia busca na natureza soluções para problemas práticos, com a cinemática de serpentes em transposição de obstáculos, o robô Snake foi desenvolvido para executar tarefas em locais de acessibilidade dificultada e espaços restritos.

O robô se caracteriza pela agilidade e flexibilidade nas suas operações. Desta forma, cada unidade pode substituir de dois a quatro robôs convencionais, tornando assim a produção mais econômica.

A sua concepção idealizada permite que seja adaptado a distintas aplicações, como de pintura, montagem de sistemas complexos, soldagem e inspeção de máquinas e equipamentos da indústria aeronáutica, do petróleo, do gás e automotiva. As aplicações do Snake desenvolvidas até o momento encontram-se em fase de testes em ambientes relevantes, etapa necessária antes da implantação em células piloto na indústria.


Edição: Fernando Costa
Foto e informações: Assessoria