Conselho Carcerário entrega panetones para detentos de Joinville

O Conselho Carcerário e a Pastoral Carcerária distribuíram, na segunda-feira (16), panetones para detentos e detentas do Presídio Regional de Joinville e da Penitenciária Industrial. Funcionárias das unidades prisionais também receberam os presentes, que foram financiados pelo Conselho Carcerário. O gesto foi feito com a intenção de fazer diferença na vida de uma pessoa privada da liberdade.

“Por Jesus, que vem se fazer pão espiritual para os encarcerados”, explica Maria da Gloria Pereira, agente pastoral. Para ela, a ação é feita com a “intenção de demonstrar amor, afeto, respeito e dignidade nas vidas dos encarcerados.”

Durante a visita, que também funcionou como inspeção, conselheiros e agentes pastorais observaram celas com 23 presos. O presídio está superlotado, com o dobro da capacidade. São 1.130 homens e 84 mulheres, sendo que a capacidade oficial é de 604 e 72 vagas, respectivamente. “Hoje a superlotação é o grande problema do presídio. Está insuportável”, afirmou Cynthia Pinto da Luz, presidenta do Conselho Carcerário.

Para Reginaldo Alves Ribeiro, também da Pastoral Carcerária, a intenção é fazê-los recordar que alguém lembra deles, que alguém se importa. “Muitos não recebem nenhuma visita e, nessa época, deve ser muito mais difícil. Para muitos, sem dúvida, aquele pequeno panetone será a única lembrança que receberão”, comentou Reginaldo.

Um preso perguntou se havia cartão no panetone, pois ele guarda os cartões desde a primeira entrega, há cinco anos. “Quem não se movimenta, não sente as correntes que o prendem” é a frase impressa no cartão deste ano.


Texto: Lucas Borba
Foto: Divulgação