JEC/Krona cede empate ao Joaçaba e deixa título estadual escapar

Era final, em casa, no jogo de despedida de vários jogadores do elenco. O clima para JEC/Krona e Joaçaba no Centreventos parecia propício para uma noite especial para o Tricolor. Bastava o time vencer no tempo normal para levar o jogo para a prorrogação, onde teria vantagem do empate para ser heptacampeão catarinense. Mas o Joaçaba foi valente e arrancou o empate que frustrou a temporada do Joinville.

Com a derrota por 1 a 0 na primeira partida, o JEC necessitava da vitória no tempo normal. Mesmo assim o time não conseguiu pressionar o adversário nos primeiros minutos de jogo. A boa marcação dos visitantes surtia efeito e a partida ficou muito truncada no início. Com onze minutos de partida, o Tricolor perdeu o goleiro Willian. Após uma sequência de defesas, o atleta sentiu uma lesão no joelho e foi substituído por João Paulo.

Apesar do Joinville ter mais posse de bola, foi o Joaçaba quem abriu o placar. Restando seis minutos para o fim da primeira etapa, Yan encontrou Diogo livre na área para fazer 1 a 0. O JEC não desesperou e continuou tentando seu gol. Ele veio quando restava um minuto e meio para o intervalo. Bruno Iacovino deu belo drible no defensor e bateu forte para empatar.

Na segunda etapa, com 30 segundos de jogo, Dieguinho virou para o Joinville. O placar animou a torcida, que empurrava o time. No embalo da arquibancada o Tricolor criou muitas chances, mas desperdiçou todas. Duas vezes os defensores do Joaçaba evitaram o gol quase em cima da linha e outras duas finalizações do JEC encontraram a trave do goleiro Pedro.

Mas como quem não faz, toma, o Joinville foi castigado. Restando cinco minutos para o fim, Yan aproveitou rebote na área do JEC e empatou para os visitantes. Daniel Júnior tentou fazer o terceiro usando o goleiro-linha, mas não funcionou. O Joaçaba segurou o placar e conquistou a taça que não via desde 1983.

Mesmo com o revés na final, o torcedor presente no Centreventos aplaudiu o time, que deve sofrer muitas mudanças para 2020. Jackson Samurai, João Paulo, Bruno e Leandro Caires já estão com suas saídas confirmadas. Gabriel Penezio, Sinésio, Bruno Iacovino, Ciço, Thiaguinho devem anunciar suas saídas nos próximos dias. Além deles, o técnico Vander Iacovino também encerra seu ciclo de cinco anos no clube.

Texto e foto: Vitor Forcellini