De volta ao normal, JEC/Krona bate Tubarão no Centreventos

Depois do baque que foi a goleada sofrida na semifinal da LNF, o JEC/Krona retornou à quadra nesta quarta-feira (20). O duelo diante do Tubarão era o primeiro das semifinais do Estadual e levou bom público ao Centreventos. E o torcedor viu um Joinville muito diferente do que atuou no domingo (17), diante do Magnus. Em uma atuação bem consistente, o Tricolor bateu o rival por 3 a 0.

Sabendo que o time precisava de apoio, o torcedor foi ao Centreventos disposto a empurrar o time à vitória. Contra um Tubarão bastante desfalcado por conta de lesões, o Joinville foi no embalo da arquibancada e abriu o marcador no primeiro tempo. Após cobrança de falta ensaiada, Jackson Samurai fez 1 a 0 para os donos da casa. Ainda na etapa inicial, Bruno ampliou o marcador.

No segundo tempo o ritmo do jogo caiu. O Joinville parecia se poupar, enquanto o Tubarão buscava diminuir sem se expor muito. O JEC ampliou com Dieguinho, que aproveitou cobrança de escanteio e acertou um belo chute. Com o resultado tranquilo, o Tricolor passou a jogar nos contra-ataques e o Tubarão fez Willian trabalhar. O goleiro do Joinville fez boas intervenções e segurou o zero no marcador visitante.

Veja os gols

A vitória deixa o JEC/Krona em vantagem para o jogo de volta, na próxima quarta-feira (27), em Tubarão. O Tricolor pode empatar, que garante vaga na decisão. O time mandante tem que vencer no tempo normal para levar a partida para a prorrogação, onde tem vantagem do empate.

Mas antes, no domingo (24), o Joinville tem o jogo de volta da LNF em Sorocaba. A equipe precisa bater o Magnus no tempo normal e na prorrogação se quiser a vaga na final.

Ex-árbitro, Neco é homenageado antes da partida

Neco, com os atletas do JEC/Krona antes da partida – Foto: Juliano Schmidt/JEC/Krona

Ideraldo Luiz Marcos, o Neco, árbitro de quatro finais de LNF foi homenageado antes da partida. Neco recebeu das mãos do diretor de Futsal, Valdicir Kortmann,  uma camisa oficial do JEC/Krona. O ex-árbitro sofreu com problemas renais em 2018 e faz hemodiálise na Pró-Rim três dias por semana durante quatro horas cada sessão.

Além de fotos oficiais e a camisa da equipe, Neco deu o apito inicial da partida.

Texto: Vitor Forcellini
Fotos: Juliano Schmidt/JEC/Krona