Estudantes de Joinville têm projetos aprovados em Brasília

Duas estudantes de Joinville tiveram seus projetos de leis aprovados, na sexta-feira (25), na Câmara dos Deputados, em Brasília, no programa Plenarinho. Dos quase 900 projetos inscritos, apenas três foram selecionados para a fase final, sendo dois joinvilenses. Após aprovados por estudantes de todo o Brasil, eles podem tramitar no Congresso Nacional e virar lei.

A vereadora mirim Ana Laura Carvalho de Paiva, da Escola Municipal Abdon Baptista, defendeu sua proposta de abertura das bibliotecas escolares em todos os dias do ano letivo. Ela pediu aos jovens parlamentares que compunham a sessão, vindos de todo o país, que desconsiderassem uma emenda que exigia abertura aos sábados, aceita em comissão na quinta-feira (24). Segundo a estudante, isso geraria custo extra para as escolas, e que em muitas o sábado não é dia letivo. A emenda acabou rejeitada e seu projeto foi aprovado com o texto original.

Eduarda Cadorin, aluna do Colégio Machado de Assis, propôs ampliar para todos os brasileiros a vacinação contra a gripe H1N1. Atualmente, a prioridade é para quem pertence aos grupos mais vulneráveis ou expostos à doença – bebês, idosos, pessoas com doenças crônicas, mulheres que tiveram bebê há até 45 dias, população indígena, professores, profissionais de saúde e de segurança e salvamento, quem está preso ou apreendido.

O outro projeto aprovado nesta edição é de Varginha (MG). A ideia da Ana Luiza Silva Rosa é regulamentar o uso de agrotóxicos para proteger as abelhas. Além de determinar a diminuição do uso de agrotóxicos, o projeto da Ana Luiza também exige que os produtores rurais em grande escala disponibilizem parte da propriedade para o desenvolvimento das colônias das abelhas.

Agora, os projetos serão remetidos às comissões da Câmara pelo presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para que sejam assinadas por um deputado e possam seguir seu caminho até a sanção presidencial, virando leis.

A vereadora mirim Ana Laura viajou acompanhada de servidores da Escola do Legislativo de Joinville, que coordena o programa Câmara Mirim, de sua mãe, e do vereador James Schroeder (PDT).


Edição: Felipe Silveira
Foto: Márcio Gonçalves/Divulgação
Informações: Divisão de Jornalismo da CVJ | Câmara dos Deputados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *