Sargento Lima quer correção das diárias de guarda-vidas na Operação Veraneio

O deputado Sargento Lima (PSL) quer saber se haverá correção do valor das diárias pagas aos policiais e bombeiros militares que atuarão na Operação Veraneio 2019/2020. Ele fez o pedido oficial por meio de questionamento que a Alesc encaminhará à Secretaria de Estado da Segurança Pública.

Lima pretendia colocar o tema em debate na reunião que haveria na quinta-feira (17), com ele, a associação dos praças (Aprasc) e os secretários da Fazenda, Casa Civil e Administração, agendada pelo governador Carlos Moisés. Como os secretários não marcaram o encontro, Lima está fazendo o pedido de informação pela Alesc.

As diárias estão com os valores congelados há mais de uma década em R$ 100 para soldados e cabos, R$ 110 para sargentos e subtenentes e R$ 156 para oficiais, exceto coronéis, que é quase o dobro dos demais oficiais. O dinheiro deve cobrir hospedagem e alimentação dos que atuam na Operação Veraneio.

A maioria dos militares deslocados para o litoral catarinense é do Oeste, Serra e Vale do Itajaí. Lima argumenta que os valores são insuficientes e que os guarda-vidas precisam ter condições para trabalhar.


Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Gabinete do Sargento Lima/Alesc