Seleção para a Escola do Teatro Bolshoi tem 116 candidatos por vaga

Entre os dias 18 e 20 de outubro, centenas de bailarinos e bailarinas de vários estados brasileiros e do exterior se encontram em Joinville para concorrer a uma bolsa de estudos na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil. Em 2019, a Escola Bolshoi realizou pré-seleções em 14 estados brasileiros mais o Distrito Federal, totalizando 38 cidades, além de inscrições via site. No total, foram 5.273 candidatos inscritos.

Dos inscritos na primeira fase dos testes, 4.673 eram crianças, nascidas de 2008 a 2010, e que concorrem a 40 vagas para ingresso na primeira série da Escola Bolshoi. No geral, a seleção contou com 116 candidatos por vaga.

Para os testes finais, na sede da Escola Bolshoi, são esperados 780 candidatos (600 meninas e 180 meninos) de 19 estados brasileiros (AL, BA, CE, DF, GO, MA, MG, MS, PA, PB, PE, PI, PR, RJ, RO, RR, RS, SC e SP), além de Chile e Argentina. Eles participam da seleção e almejam a vaga e o título de aluno bolsista do ano de 2020 da Escola do Teatro Bolshoi no Brasil.

Em um país tão desigual, os candidatos e suas famílias precisam fazer muitos sacrifícios para chegar a Joinville e participar da etapa final. Eles fazem vaquinha, rifas, campanhas na internet, vendem alimentos, pedem ajuda de amigos, familiares, e muitas vezes atravessam o país em busca de um sonho: se tornar bailarino profissional, estudando gratuitamente na única filial do Bolshoi fora da Rússia.

A seleção para novos alunos consiste em duas etapas. A primeira é a médico-fisioterápica, quando fisioterapeutas, médicos e professores de educação física analisam postura, estrutura e habilidades físicas, motoras, frequência cardíaca e respiratória, percentual de massa corpórea e somatótipo, força, musculatura, articulações. A segunda é a artístico-musical e cognitiva, quando profissionais da dança, músicos e professores avaliam as habilidades técnicas e artísticas, musicalidade, projeção cênica e também o desempenho intelectual dos candidatos.

O programa curricular da escola conta com Dança Clássica; Prática Cênica; Ginástica Específica; Ginástica Acrobática; Dança Popular Histórica; Educação Musical; Repertório; Dança Brasileira; Dança a Caráter; Dança Contemporânea; Teatro; Piano; História da Arte; Literatura Musical; Dueto; História da Dança e Iniciação a Pesquisa.

Os alunos, vindos de vários cantos do país e do exterior, em sua maioria, provenientes dos extratos menos favorecidos da sociedade, recebem 100% de bolsa de estudo e benefícios que garantem uma formação de excelência, e proporcionam um futuro mais digno. O Bolshoi Brasil é um grande celeiro de talentos, 74% dos bailarinos formados atuam no mercado mundial da dança.

A Escola Bolshoi é uma instituição privada, sem fins lucrativos, que recebe apoio do Governo e dos Amigos do Bolshoi, empresas e pessoas físicas socialmente responsáveis e comprometidas com a causa, que apoiam a instituição por meio de serviços prestados pro bono e aportes financeiros, com ou sem incentivos fiscais. Como a Caixa, Amiga do Bolshoi na categoria Diamante.


Edição: Felipe Silveira
Foto e informações: Escola Bolshoi