Faleceu Norberto Hoppe, artilheiro caxiense

Faleceu na manhã desta sexta-feira (6) o artilheiro do Caxias, Norberto Hoppe. O ex-atleta tinha 78 anos e sofria de problemas no coração. Além de jogador, Norberto foi membro da diretoria do Gualicho e, posteriormente, integrou o Conselho Deliberativo do Joinville, após a fusão em 1976.

Norberto Hoppe (E), Edson Cardoso (centro), e Osni Fontan na comemoração do 80 anos do Caxias, em 2000 -Foto: Arquivo/Norberto Gottschalk

Norberto foi o caçula de quatro irmãos da família Hoppe, dos quais três foram jogadores de futebol.Começou nos juvenis do Glória Futebol Clube, aos 15 anos e logo se transferiu para o Caxias. Calcula-se que tenha marcado mais de 500 gols na carreira. Sua melhor temporada foi em 1966, quando fez 33 gols no campeonato catarinense, tornando-se artilheiro do Brasil no ano. Até hoje é a maior quantidade de gols marcados por um jogador em uma única edição de estadual. Muitos caxienses o consideram o maior jogador da história do clube

Além do Gualicho, Norberto Hoppe atuou também no Bangu, mas por apenas quatro meses. Contratado pelo folclórico dirigente carioca, Castor de Andrade, Hoppe disputou nove partidas pelo time do Rio de Janeiro. Porém, a saudade de Joinville e dos amigos, fez com que o atleta voltasse para a terra natal.

Em 2019 foi homenageado pela Federação Catarinense de Futebol, que deu seu nome ao troféu do artilheiro da competição desta temporada. Daniel Amorim, do Avaí, foi o premiado pelos seus nove gols no torneio.

O velório do ídolo alvinegro será a partir das 16 horas, na capela 3 da Borba Gato. O enterro será no sábado (7), às 11 horas, no cemitério municipal.

Texto: Vitor Forcellini
Foto: Arquivo família Hoppe

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *