Simpósio amplia discussão sobre educação inclusiva em Joinville

Professores, acadêmicos, estudantes e profissionais da área de educação de Joinville e região participaram do I Simpósio Educação para Todos. O evento, que termina nesta terça-feira (27) foi realizado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Comde) e pela Prefeitura de Joinville, por meio da Secretaria de Assistência Social (SAS), com apoio da UniSociesc e da Faculdade Guilherme Guimbala (ACE).

A programação do simpósio contou com palestras, minicursos, oficinas, trabalhos e pesquisas focados na melhoria da qualidade da educação inclusiva não apenas para pessoas com deficiências como, também, para todos os alunos que estão em alguma situação de vulnerabilidade.

De acordo com a técnica pedagógica da Secretaria de Educação de Joinville (SED), Valdirene Stiegler Simão, a educação inclusiva é garantida a todos os cidadãos por meio de leis e políticas nacionais e internacionais. No entanto, o acesso a esse direito nem sempre é viabilizado por questões como formação dos professores, organização do espaço escolar, disponibilidade de recursos humanos e pedagógicos.

“O desafio é saber como a escola que acolheu a todos está organizando o seu espaço para garantir o acesso, a participação e aprendizagem dos alunos. O acesso a todos é um processo coletivo e de colaboração, onde a escola vai se adequando à medida que vai desenvolvendo as suas práticas”, explica Valdirene.

Segundo a Prefeitura, em Joinville, a Rede Municipal de Ensino está continuamente se preparando para legitimar a prática da educação para todos. Para isso, o poder público, em parceria com outros órgãos, atua na formação de professores, auxiliares e gestores e está atento à ambientação das Unidades Escolares de acordo com as orientações do Desenho Universal para Aprendizagem, que reúne materiais, técnicas e estratégias que buscam ampliar a aprendizagem de alunos com ou sem deficiência. Além disso, investe na aquisição de recursos essenciais para o trabalho coletivo e para o atendimento individual especializado.

Segundo Valdirene, embora tenha sido articulado pelo Comde, o I Simpósio Educação para Todos representa a oportunidade para o setor da educação ampliar seu olhar para além das pessoas com deficiência. “Observamos que todos estamos juntos na questão da educação inclusiva. O evento representa um avanço e atendeu às nossas expectativas. Além disso, trouxemos como diferencial ouvir as pesquisas que estão sendo realizadas e os trabalhos que já estão acontecendo na prática”, completou.

A Rede Municipal de Ensino de Joinville conta, atualmente, com 78 mil alunos, incluindo cerca de cinco mil estudantes que possuem necessidades específicas, considerando deficiências e transtornos funcionais específicos.


Edição: Felipe Silveira
Foto: Phelippe José/Prefeitura
Informações: Prefeitura

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *