Estado anuncia chamamento de aprovados em concurso público

O governador Carlos Moisés da Silva anunciou, na manhã desta quarta-feira (7), o chamamento de novos profissionais para recompor o efetivo do Corpo de Bombeiros Militar, da Polícia Civil e do Instituto Geral de Perícias (IGP). No total, são 488 aprovados em concurso público que ingressarão para trabalhar na Segurança Pública em Santa Catarina.

Os chamamentos começam em 1º de setembro, com 50 escrivães e 50 agentes da Polícia Civil, além de 94 peritos e dois papiloscopistas do IGP. No dia 1º de novembro, serão chamados 150 soldados do Corpo de Bombeiros Militar, que ainda terá mais 142 chamados em março do ano que vem. A distribuição dos profissionais nos municípios será definida com base em critérios técnicos no momento em que eles forem efetivados.

“Nosso objetivo é trazer mais segurança para o cidadão catarinense. Faz 11 anos que o IGP não chama ninguém para os seus quadros, nem faz concurso. Estava em situação falimentar em Santa Catarina, demorando muito para atender, precisando chamar profissional de outras cidades para atender um óbito. Com o chamamento de 100% dos aprovados de concurso, vamos reforçar a área de investigação”, mencionou o governador.

De acordo com Moisés, o estado ainda enfrenta limitações quanto aos gastos com folha de pagamento e precisa atuar com responsabilidade nas nomeações. “Esse é o compromisso do Governo de recompor o efetivo de Segurança Pública. Estamos chamando as pessoas de forma muito responsável, porque a gente extrapola o limite prudencial com despesa de pessoal estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal. A única possibilidade de chamamento é recompor efetivo na área de segurança”, detalha o governador.

Recomposição

O perito-geral do IGP, Giovani Eduardo Adriano, considera esta quarta-feira histórica para o órgão, que desde 2008 não conta com novos profissionais. “São 94 novos peritos oficiais nas mais diversas áreas de conhecimento. Teremos novos peritos criminais, médicos-legistas, odontologistas, peritos de laboratório. O ganho na qualidade do serviço será muito grande. Vamos dar uma resposta à altura para a sociedade no que diz respeito a desvendar os crimes que ocorrem em Santa Catarina”, comentou.


Edição: Felipe Silveira
Foto: Doia Cercal/Governo de SC
Informações: Governo de SC