Arquivo Histórico oferece visitas guiadas até quinta-feira

Na Semana Nacional de Arquivos, marcada por eventos em todo Brasil entre os dias 3 e 9 de junho, o Arquivo Histórico de Joinville (AHJ) abre suas portas para uma programação especial. Em visitas guiadas, visitantes podem conhecer as dependências do AHJ, o acervo, o trabalho dos profissionais e documentos datados desde meados do século passado, quando um projeto de colonização alemã efetivado em 1851 deu origem à cidade de Joinville.

As visitas guiadas começaram na terça-feira (4) e vão ocorrer até quinta-feira (6), às 10 horas, quando ocorre a roda de conversa “Percepções sobre o Porto de Joinville”. Não é necessária inscrição antecipada.

“O projeto é uma proposta de nossa equipe de trabalho e visa a provocar a memória histórica de Joinville”, explica o historiador e coordenador do Arquivo Histórico, Dilnei Cunha.

No primeiro dia, o grupo de visitantes foi monitorado pela historiadora Maria Judite Pavesi, que mostrou documentos clássicos como o primeiro mapa do território que posteriormente deu origem à cidade de Joinville. O documento é datado de 1846, cinco anos antes da chegada dos primeiros imigrantes e foi elaborado por Jerônimo Coelho e representava o território demarcado como dote de casamento da princesa D. Francisca, filha do imperador Dom Pedro 1º.

Os visitantes conhecem nessas visitas guiadas desde o ambiente onde documentos históricos são avaliados, recuperados, higienizados e restaurados, até as salas de acervo, onde estão mapas, documentos públicos, fotos, correspondências, jornais e outros registros da história de Joinville. Esse trabalho é coordenado por uma comissão de seleção e avaliação de relevância histórica.

O Arquivo Histórico de Joinville fica na avenida Hermann August Lepper, 650, no bairro Saguaçu. A entrada é gratuita e o horário de visitação é de segunda a sexta-feira, das 8 às 18 horas.


Edição: Felipe Silveira
Foto: Phelippe José/Prefeitura
informações: Prefeitura