Manifesto cênico abre Semana da Saúde Mental de Joinville

Estreia nesta quinta-feira (9), na abertura da Semana da Saúde Mental de Joinville, o manifesto cênico “Grupo de 8 com 12”, com os integrantes da Oficina de Teatro do SOIS – Arte para Todos. O evento é direcionado a profissionais da saúde e também a usuários do sistema de saúde, familiares e comunidade em geral. Será realizado às 13h30, no Teatro Juarez Machado. Depois, as atividades prosseguem nas salas do térreo do Centreventos.

Criada em 2008 pela Lei Municipal 6.246, a Semana da Conscientização e Orientação sobre a Saúde Mental tem o objetivo principal de sensibilizar a comunidade joinvilense sobre a discriminação sofrida pelas pessoas com sofrimento mental e a sua inserção na família, na comunidade e na sociedade. Ocorre em maio, que é o mês nacionalmente dedicado à reflexão, discussão e esclarecimentos sobre a saúde mental.

A apresentação no Teatro Juarez Machado propõe o debate sobre a luta antimanicomial do ponto de vista de quem vive o assunto no dia a dia. Com direção de Robson Benta, o manifesto cênico é um trabalho impactante e poético, no qual os usuários do SOIS expõem a indignação com o retrocesso na forma como a sociedade lida com as pessoas que tem algum tipo de doença mental e a ameaça do retorno dos manicômios.

A Oficina de Teatro do SOIS – Arte para Todos é uma realização dos Serviços Organizados de Inclusão Social (SOIS), da Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Programa de Extensão Comunitária da Casa da Cultura Fausto Rocha Júnior, da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult), e o Programa de Formação Cultural Arte para Todos, do Instituto de Pesquisa da Arte pelo Movimento (Impar).

Além da peça de abertura, a entidade participa de outras atividades ao longo do mês de maio. No sábado (11), o Impar participará do Jardim Criativo do Museu de Arte de Joinville (MAJ), apresentando o projeto “Toda história merece ser contada”, no palco principal. Também estará presente na Tenda Literária, com o livro “O seu olhar melhora o meu”, da jornalista e produtora cultural Iraci Seefeldt, que conta a história dos primeiros cinco anos do Programa de Formação Cultural Arte para Todos. Ele estará à venda por R$ 25.

Na próxima segunda-feira (13), às 13h30, os integrantes da Oficina de Teatro do SOIS e coordenadores do programa Arte para Todos participam da mesa-redonda “Violência institucional contra usuário com transtorno mental” , que também integra a programação da Semana da Conscientização e Orientação sobre a Saúde Mental, apresentando as suas histórias de vida e de violências sofridas. O evento ocorre no Centreventos Cau Hansen.

Para fechar o mês, o Impar promove, no dia 30 de maio, mais uma edição da Tarde Cultural – Arte para Todos/SOIS, desta vez alusiva ao Dia Nacional da Luta Antimanicomial. O evento colaborativo será na sede do Impar (rua Salgado Filho, 27, no bairro Saguaçu), e marca a inauguração do palco externo no local e a estreia da remontagem da peça “Olhares”, do Grupo de Teatro Arte para Todos. O evento contará ainda com diversas outras apresentações de grupos artísticos do SOIS e do Impar.

Programação da Tarde Cultural

14 horas
Inauguração do palco externo com ensaio aberto do projeto Som, Cor e Corpo

14h30
Apresentação do grupo da Oficina de Teatro do SOIS: “Grupo de 8 com 12”

14h45
Apresentação dos grupos do SOIS – dança ou música

14h30
Aula aberta com alunos do Laboratório de Teatro do NAIPE

15h30
Lanche coletivo – colaborativo

16 horas
Apresentações dos grupos do SOIS – dança e/ou música

16h30
Estreia da remontagem da peça Olhares, com o Grupo de Teatro Arte para Todos

17h30
Encerramento


Edição: Felipe Silveira
Foto: Iraci Seefeldt/Impar
Informações: Impar